domingo, 30 de março de 2014

" DIA 23 DE NOVEMBRO...ANO DE 1964"

Debaixo de um Unimog, pereceu!
Numa picada, na zona do Rio Lunho
Um soldado português, se perdeu
Foi por causa de um pedregulho
Longe da sua terra aconteceu
Morreu por causa da guerra
Mas, na guerra não morreu!

Sem poder da morte se defender!
Debaixo de um Unimog, que capotou
Ninguém imaginava que iria acontecer
 De onde já sem vida a gente o tirou!

O motivo  de estarmos a exercer!
Naquela zona manobras militares
Era necessário o terreno reconhecer 
Estar atentos a possíveis ataques!

Tinha o primeiro ataque acontecido!
No Cobué, noite 25/26 de Setembro
Pela (Frelimo), ao Posto Administrativo
Nesse ano de 1964, bem me lembro!

De luto se vestiu no dia 23 de Novembro!
 O Batalhão de Caçadores 598, em Vila Cabral
Naquele dia a morte foi o triste acontecimento
 Norte de  Moçambique, longe de Portugal!
(Eduardo Maria Nunes)

sexta-feira, 28 de março de 2014

"GROGUE"

Pobre, Grogue, coitado!
Não sei por que o fizeram
Grogue, doce engarrafado
De castigo o puseram!

 Oprimido dentro da botija!
Não sei o que terá acontecido
Por muito estar envelhecido
 Por onde andava não sabia!

No catre não tinha enxerga!
Em liberdade voam os passarinhos
Grogue, coitado metido na (grelha)
Vendo o sol aos quadradinhos!

Nem promessas de reposição!
Não venham com essas cantilenas
Todas belas, simpáticas, elas são
Gosto das loiras e das morenas!

Brotais cortes sofri!
Sem justificação o calote
Contra a política da morte
Justifico o que escrevi!
(Eduardo Maria Nunes)

quarta-feira, 26 de março de 2014

"ROSA NEGRA"

Menina de vestido branco!
A Vila Cabral(Lichinga) voltei
Hoje, o passado recordando
Rosa Negra, bela a encontrei!

Nascida na roseira!
Rosa negra florida
Bem à sua maneira
De pétalas vestida!

Filha de roseira perdida!
Pelo jardineiro foi podada
Desabrochada rosa florida
Rosa, Negra, perfumada!

Em Vila Cabral, morava ela!
Tão linda era ela bronzeada
Filha de roseira, flor bela
Jovem menina apaixonada!

Tive sorte, nenhuma pisei!
Estava uma mina colocada
Por picadas também andei
No meio da mata serrada!

Tanta dor tanta angústia!
Enterrada ninguém a viu
Numa triste noite escura
Mima assassina explodiu!

Cumprindo o serviço militar!
Aconteceu próximo do Cobué,
Numa noite escura, sem luar!
Caminhava com esperança e fé
De um dia à sua aldeia voltar!

Na picada poeirenta, a sangrar!
Pela pátria mais um soldado perdido
Em Moçambique, na guerra do Ultramar
Sem pernas, sem vida, no chão caído!
(Eduardo Maria Nunes)

terça-feira, 25 de março de 2014

"CORTADOR DE PROFISSÃO"

Chamo-me Passos Coelho 
Cortador de profissão
Corto ao jovem, corto ao velho,
Corto salário e pensão
Corto subsídios, reformas
Corto na Saúde e na Educação
Corto regras, leis e normas
E cago na Constituição
Corto ao escorreito e ao torto
Fecho Repartições, Tribunais
Corto bem-estar e conforto,
Corto aos filhos, corto aos pais
Corto ao público e ao privado
Aos independentes e liberais
Mas é aos agentes do Estado
Que gosto de cortar mais
Corto regalias, corto segurança
Corto direitos conquistados
Corto expectativas, esperança
Dias Santos e feriados
Corto ao polícia, ao bombeiro
Ao professor, ao soldado
Corto ao médico, ao enfermeiro
Corto ao desempregado
No corte sou viciado
A cortar sou campeão
Mas na gordura do Estado
Descansem, não corto, não.
Eu corto
a Bem da Nação 
(Desconheço o autor)

domingo, 23 de março de 2014

"ENTOANDO"

Para o abismo caminhar!
Será que está acontecendo
Não vejo, estou a imaginar
Persistentes, dúvidas tenho
De quem o consiga salvar!

Barco sem rumo a navegar!
Numa noite sem luar, à deriva
Rouca, entoando ouvi bradar
Era uma voz desconhecida!

Nuvem voando no vento!
Estrela no céu brilhando
Não é o que estou vendo
É o que estou imaginando!
(Eduardo Maria Nunes)

sexta-feira, 21 de março de 2014

BOM FIM DE SEMANA E FAÇAM TUDO CERTINHO!

"CARTOON SA 21-03-2014 (LUÍS AFONSO)"
Desejo para todas as amigas e amigos blogueiras/os, um bom fim de semana, com muita alegria, paz, carinho e muito amor, sempre a sorrir. Porque sorrir faz bem à saúde. Esqueça a crise, mas não se esqueça de que é preciso dinheirinho para pagar a divida. Portanto, não se esqueça, de cara alegre, ir às Finanças pagar os vossos impostos!

quarta-feira, 19 de março de 2014

"NESTE PAÍS"

 Neste país, já nada me admira!...
Só me admira o que não acontece
Sou natural do Concelho de Odemira
Muita gente de tristeza padece...

Menos tem quem mais trabalha.
Não é bem assim. Tem dores no corpo
Quem menos ou nada faz, mais mealha
Porque, assim, o consente o povo...

Os ricos de barriga cheia como dantes.
Jamais a austeridade neste país acabará
Atolou no caminho certos dos arrogantes
Como dantes o pobre mais pobre está!
(Eduardo Maria Nunes)

segunda-feira, 17 de março de 2014

"BOA NOTÍCIA SE FOSSE VERDADE"

Boa notícia se fosse verdade!
Duvidosa do amadurecido à pressa
Político abre a boca diz disparate
Será sim, apenas uma promessa.

Ministro diz a jornal espanhol que Portugal já controla o seu destino.O ministro-Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, afirmou, esta segunda-feira, ao diário espanhol El Pais que Portugal "controla o seu destino" e pode escolher a melhor forma de aceder aos mercados no final do programa de resgate. 
Continuando as  medidas de austeridade, impostas pela Tóika, sem fim à vista!...

quinta-feira, 13 de março de 2014

"OS POLÍTICOS DA FANTÁSTICA GERAÇÃO"

Mais vistas, são no entrudo!.
O que pensarão tantos palermas
Vendem as empresas que dão lucro
Desfazem-se das coisas mais belas.

Cada um à sua maneira latir,
 Vão mordendo pela calada
Este povo continua a dormir
Não se importa de ficar sem nada.

Se por muito tempo assim continuar,
Quando acordar está mais do que falido
Mal criado ser não queria de política falar
Neste país, por políticos a ser destruído!

Falam do Armando Vara,
Do não sei quantos Godinho
Esquecendo a perigosa canina raça
À solta sem açaimo no  focinho!

Não concordo metê-los na prisão,
Para serem pelo povo sustentados
Se quiserem para comer terem pão
Educá-los com trabalhos forçados!

Quem muito mais comer,
Muito mais causa poluição
Porque estão a defender
Os advogados tanto ladrão!

Não sei, não encontro explicação,
Para tudo o que está a acontecer
Nesta tão mal governada nação
Acusações uns aos outros sabem fazer
 Os políticos da fantástica geração!
(Eduardo Maria Nunes)

quarta-feira, 5 de março de 2014

"ABRAÇADO À IMAGINAÇÃO"

Abraçado à imaginação!
Sonâmbulo saí pela janela
Quase me levou a tentação
Acordei, a voar na asa dela
O vento levou a ambição.

Pelas ruas a vaguear,
De noite perdido andei
Vi as estrelas a brilhar
Quando para o céu olhei.

Nas ondas a sereia a nadar!
O calor do corpo dela brandir
Para abraçar, beijar e sentir
Quem me dera fosse o mar.

Ao desmaiarem na areia!...
Nas minhas ondas a mergulhar
Sentir o corpo quente da sereia
Quem me dera com ela surfar!

Poder os desejos consumar.
Ver sem ser visto o corpo despido
Para no quarto dela poder entrar
Quem me dera ser mosquito!
(Eduardo Maria Nunes)

segunda-feira, 3 de março de 2014

"O GRILINHO DA GAIATA"

Com o seu grilinho divertida!
uma gaiata foi ao campo passear
 ver a paisagem na primavera florida
levou o seu grilinho para ele lá cantar
numa planta de verdes folhas vestida
 a gaiata, pousou o seu grilinho
de seguida na gaiola o meteu
contente no quentinho
o grilinho adormeceu
quando ele acordou
da gaiola quis saltar
mas a gaiata não deixou
Para comer tinha o trevo
lá esteve até ela o libertar
o grilinho da gaiata tinha medo
de alguém desconhecido o raptar
fora da gaiola a cantar de mansinho
 o grilinho de folha em folha a saltar
 recorda esse tempo com saudade
 agora a gaiata e o seu grilinho
no campo em liberdade!

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010