sábado, 28 de abril de 2012

"VENDEDOR DE PROMESSAS"

Aqui onde a terra acaba e o mar começa,
cuja política tenta a esperança matar,
habita nela vendedor de promessa,
como comandante, vai o barco afundar,
os passageiros continuam amedrontados. 
Barco à deriva irá naufragar...
Por tripulação inexperiente orientados,
nem eles saberão utilizar os coletes para se salvar.
Dizia o comandante, tenho esperanças,
que alguém possa a viagem continuar,
sem garantias, palavras estranhas,
 só agora na iminente tragédia veio alertar.
Fugir do Tsunami, para as montanhas,
perseguidos pelas ondas gigantes...  
 Muitos não ser possível lá chegar!

quarta-feira, 25 de abril de 2012

NO PERFUME DAS FLORES

A voz da liberdade é aquela que entoa,
colocaram cravos nos canos das armas,
nas  mãos dos soldados portugueses, pelas ruas de Lisboa, 
com as balas nos carregadores,
não era sua  intenção utilizá-las.
Era sim para afastar do poder, político, os ditadores,
em Abril, há trinta  e oito anos, aconteceu,
retirados os espinhos, que deram origem à revolução, 
nos rostos dos vencidos tristeza
sorriam de alegria os vencedores
foi assim que a liberdade se devolveu
no perfume das flores!

domingo, 22 de abril de 2012

"A BOLA QUE ROLA"

A bola que rola,
pela relva, a pontapear
por causam dela ficam milhões,
sem impostos pagar.
São esses os espertalhães
que andam por aí a refilar,
com outros comilões,
que não se fartam de gabar,
por que têm as mãos cheias de tostões,
a eles próprios se elogiar. 
A bola é redonda,
quando na baliza não entrar,
se coloca na conta,
para o árbitro controlar.
Quem com justiça reclama
nada, mesmo, adiantar.
Manda marcar penalti sem existir,
e assim se dá a volta ao resultado,
porque o dinheiro muito influir,
 está assim determinado.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

"GERINGONÇA"

Este governo funciona como uma geringonça,
cujas peças não engrenam no lugar certo
cada uma para seu lado, sem controle, balança,
sem comparação aos pregadores no deserto?

O primeiro-ministro, apregoa optimismo,
o ministro das Finanças, duvidosa realidade
a ministra da Justiça, mais realista, deixa aviso,
o Presidente da República, sempre sem novidade!

Ficámos sem a alta velocidade,
e sem os subsídios de férias e de natal
Dava para parar durante treze anos à vontade
infelizmente, a geringonça funciona em Portugal!

quarta-feira, 18 de abril de 2012

"CRIADOR DE CANTINAS SOCIAIS!

Mais de 100 cantinas sociais,
no distrito de Setúbal, e outros a criar
anunciou o ministro na solidariedade
para dar um grãozinho aos "pardais"
mas, que histórica novidade,
a solidariedade deste governo faz lembrar!
aquele que dizia se me deres um porco gordo
um chouriço te irei dar
Ser mesmo  muito interessante. . .
tantos benefícios, deste governo receber
com as medidas de sua política rasante,
de suas mãos, pequena esmola receber
como recompensa gratificante,
pretendendo nossas bocas calar.

sábado, 14 de abril de 2012

"QUE COUSA TÃO CONFUSA"

Enquanto, ainda, houver,
deveis, senhores, respeitar
governantes, vo-la  têm roubado
povo pondo-lhe as mãos.
Deus que juízo vos há-de dar,
que vós ireis mais cidadãos
nas próximas eleições deles votar.
Oh! leis atabalhoadas portuguesas
que puseram em toda a vossa mão
porquanto achem as algibeiras.
sem honra da vossa palavra.
As mentiras são propriamente vossas, 
aprendizes cometida infracção
 contra  gente honrada.

terça-feira, 10 de abril de 2012

"COMO SE CONSTRÓI UMA NAÇÃO?"

"Um governo trapalhão,
trapalhada, sabe, produzir,
armado em espertalhão,
sempre que fala só mentir.
Numa equipa descoordenada,
cada um fala como, bem, o entender,
quando um está calado, o outro diz nada.
Porque é mesmo assim, e para não se perceber,
são coisas de uma Nação desgovernada,
cuja pobreza será a única a vencer"?

sexta-feira, 6 de abril de 2012

CARTÃO DE POBRE

Para o pobre, cidadão, foi criado um cartão
Pelo Presidente da Republica reclamado
Quando pensava ter razão
Porquanto da pobreza ser ele o culpado!

quinta-feira, 5 de abril de 2012

"PROMESSAS"

O Governo já está a pensar, em ano de eleições repor subsídios de natal e de férias de forma gradual. Só chegam, parcialmente, em 2015, declarou Passos Coelho. Mais promessas para não serem cumpridas no caso de ser vencedor, o que eu não acredito. A não ser que os portugueses, ainda, continuem a acreditar no conto do vigário.

segunda-feira, 2 de abril de 2012

15% O DESEMPREGO

O caminho certo, não se farta de o dizer,
o senhor Relvas, armado em chico esperto!
Ministro dos Assuntos Parlamentares, ser
antes da festa, os foguetes deitando
sem o fim da mesma, ainda, saber.
Mais, ainda, irá aumentar,
até quando ninguém saber, 
com tanta gente no desemprego, ficar.
O Governo continua tudo ao contrário fazer,
teimosamente, diz ser este o caminho certo,
assim sendo então qual será o caminho errado?
Há mais de oito meses a fazer reformas,
mas, tudo parece estar cada vez mais desformado,
quando chegar ao fim da legislatura,
como sendo o governo mais mal formado,
na história ficará...
Por ainda as não ter terminado.

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010