sexta-feira, 6 de junho de 2014

"SEXTA-FEIRA MOLHADA"

Cansado ele seguia!
pela linha a transpirar 
de tanto esforço que fazia
com a máquina a fumegar
de Lisboa, direcção a Leiria
passou o comboio a apitar
pela Póvoa de Santa Iria
chove, chove sem parar
muito chove neste dia.
(Eduardo Maria Nunes)

9 comentários:

  1. E à Figueira sem parar
    Também em Coimbra passou
    Depois de o ouvir apitar
    O desgraçado descarrilou.

    ResponderEliminar
  2. Com essa notícia não contava!
    Assim a Campanhã não chegou
    Senhor nos livre da desgraça
    E de quem tanta já nos causou!

    ResponderEliminar
  3. O comboio aqui não passou
    Houve chuva e vento forte
    E a minha bandeira voou
    Levada pelo vento norte!

    ResponderEliminar
  4. A tua bandeira com o vento voou,
    porque estava no mastro içada
    a minha aqui em casa bem ficou
    dentro da gaveta está guardada!

    ResponderEliminar
  5. Ainda bem que chove. Mantem a terra fresca e renova as nossas fontes.
    O comboio seguiu viagem. Parece que a chuva não vai ficar.

    ResponderEliminar
  6. Olá Eduardo! Passando para agradecer a tua visita e gentil comentário, bem como apreciar este teu belo poema.

    Abraços meu amigo e um excelente domingo para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  7. E o comboio não para.

    Já choveu, vem aí o calor,
    apressa-te antes que apanhes bolor.

    Um beijinho e desculpa a falta de jeito na rima, mas apeteceu-me


    ResponderEliminar
  8. Gostei da tua rima,
    com sono já bocejo
    vou para a tarimba
    boa noite te desejo.

    Não está calor,
    a noite está fria
    vou enviar uma flor
    para ti, Pérola amiga.

    ResponderEliminar
  9. Oi Eduardo! Passando para agradecer a tua visita e comentário, bem como desejar uma ótima semana para ti e para os teus.

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010