quarta-feira, 27 de novembro de 2013

"CINCO QUADRAS DE ANTÓNIO ALEIXO"

António Aleixo Sempre Actual.
Acho uma moral ruim
trazer o vulgo enganado:
mandarem fazer assim
e eles fazerem assado.

Sou um dos membros malditos
dessa falsa sociedade
que, baseada nos mitos,
pode roubar à vontade.

Esses por quem não te interessas
produzem quanto consomes:
vivem das tuas promessas
ganhando o pão que tu comes.

Não me dêem mais desgostos
porque sei raciocinar...
Só os burros estão dispostos
a sofrer sem protestar!

Esta mascarada enorme
com que o mundo nos aldraba,
dura enquanto o povo dorme,
quando ele acordar, acaba.
(António Aleixo)

4 comentários:

  1. Grande Aleixo que teve olho e sabedoria para nos legar estas quadras, que, de tão acertadas até nos faz pensar se ainda não andará por aí, apesar da sua morte ter sido anunciada há muito.
    Um abraço
    Virgílio

    ResponderEliminar
  2. Lendo a última quadro... só espero que ele tenha razão!

    ResponderEliminar
  3. O nosso grande poeta António Aleixo, já naquele tempo tinha razão,
    porque em Portugal sempre houve
    quem no nosso bolso metesse a mão.
    Daqui da Figueira te envio
    AQUELE ABRAÇÃO

    ResponderEliminar
  4. Grandessíssimos poetas...
    Tem esta mui Nobre Nação
    Também muitos anedotas
    Ficam sem notas na mão!

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010