quinta-feira, 30 de maio de 2013

"QUEM MENOS PRODUZ, MAIS RECEBE"

O indicador de confiança dos consumidores interrompeu, no mês de maio, a tendência de recuperação que se verificava desde o início de 2013, constatando-se um agravamento do pessimismo dos consumidores. Projecto de Portugal europeu é um semifalhanço. Uma conferência para derrubar a direita e amarrar o PS à esquerda. Seguro só comenta Tecnoforma após conclusões da investigação. Estas  e outras notícias de carácter duvidoso, que só servem para nos conduzir ao abismo. Continua na  ordem do dia,  o  conselho de ministros reunido para aprovação de mais uma das suas desastrosas medidas impostas contra os direitos dos cidadãos que trabalham para o sustento de tantos que muito recebem sem nada produzirem!

domingo, 19 de maio de 2013

"A 7ª. AVALIAÇÃO"

Na luz escuridão!...
no Porto o lampeão
em Belém, se acredita
 Milagre da 7ª. avaliação
Aliança envelhecida
em São Bento o comilão
no Rato mais se grita
em Bruxelas o papão.
Contra medidas de austeridade
luta o povo e com razão
enquanto houver liberdade
 sem trabalho não há produção
se houvesse na política sinceridade
menos desemprego, havia mais pão.
Por causa de tantos disparates
há menos batatas e feijão
um pontapé nos tomates
Viva Portugal, Nobre Nação!

sexta-feira, 17 de maio de 2013

"TSU DOS PENSIONISTAS"

ONTEM às 23:06   actualizada 17-05-2013 às 08:46
Portas: «Sou politicamente incompatível com TSU dos pensionistas»
O ministro Paulo Portas disse hoje que é «politicamente incompatível» com a «impropriamente chamada TSU dos pensionistas» e deixou uma palavra de «sossego e tranquilidade» aos aposentados e pensionistas, garantindo que nenhum limite foi ultrapassado.
«Sou politicamente incompatível com essa TSU dos pensionistas, por razões de justiça social, por razões de impacto económico e até por razões de prudência jurídica», referiu o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros durante o jantar anual da Câmara do Comércio Luso-Alemã, que hoje decorreu no Convento do Beato, em Lisboa.
«Sei que há um limite, trabalhei com os meus colegas do Governo para que esse limite não fosse ultrapassado. Não foi, e penso que não será. Tenho uma palavra e não duas ao mesmo tempo», frisou.
Tenho muitas dúvidas quanto ao grau de confiança desta mensagem, porquanto a fonte de origem não oferece segurança. Como aquele que diz só conseguir beber um copo de cada vez, por que não consegue beber dois ao mesmo tempo...Assim disse o autor da mensagem."Tenho uma palavra e não duas ao mesmo tempo"!

sábado, 11 de maio de 2013

"OS POLÍTICOS E AS SUAS ALDRABICES"

«Tempo político de Gaspar acabou», diz «vice» da bancada do PSD
O vice-presidente da bancada parlamentar do PSD Carlos Abreu Amorim defendeu esta sexta-feira que “o tempo político de Vítor Gaspar terminou” e que o Governo deve ponderar a sua substituição.
“Vítor Gaspar restabeleceu a confiança dos mercados e teve sucesso nas suas políticas de voltar a inserir Portugal nos mercados financeiros mas, neste momento, eu julgo que o País precisa de uma nova etapa neste combate tremendo à crise económica financeira e social em que estamos e que o tempo político de Vítor Gaspar terminou”, afirmou à Lusa Carlos Abreu Amorim, à margem do início da apresentação dos candidatos do PSD às juntas de freguesia de Gaia.
Para Carlos Abreu Amorim, que se candidata à câmara de Gaia pelo PSD, “é preciso pedir o regresso da política, é preciso que os problemas sejam tratados através de uma percepção dos anseios e necessidades das pessoas e isso é muito mais vasto do que a visão tecnocrática afunilada com que muitos dos problemas do País têm vindo a ser tratados até agora”.
O deputado disse deixar a substituição do ministro das Finanças “à consideração de Pedro Passos Coelho e Paulo Portas”, lembrando que, “neste momento, o País precisa de uma nova etapa” e “que os seus problemas [sejam] enfrentados com outra determinação e (…) eventualmente com um outro ministro”.
“Porque, na minha opinião, e na opinião de muitos portugueses, (…) o tempo político de Vítor Gaspar terminou”, reiterou Abreu Amorim.
O vice da bancada parlamentar do PSD lembrou ainda que “as pessoas que confiaram e continuam a confiar em Pedro Passos Coelho e Paulo Portas exigem, neste momento, que esses dois líderes políticos tratem dos problemas do País como problemas políticos e não exclusivamente como problemas orçamentais e financeiros”.
Abreu Amorim salientou por fim que “Vítor Gaspar não é, de modo algum, a pessoa indicada para dar esperança a Portugal e aos portugueses”.
“Já cumpriu a sua missão, estamos-lhe agradecidos por isso mas, neste momento, é preciso virarmos a página e passarmos para uma nova etapa”, sublinhou.
Questionado sobre a existência de problemas no interior da coligação PSD/CDS, o deputado respondeu que “quer Pedro Passos Coelho quer Paulo Portas são grandes políticos e são homens com uma enorme capacidade de resolver problemas”, acreditando que os problemas “serão certamente ultrapassados”.
Diário Digital com Lusa
Na minha opinião ele nunca deveria ter sido nomeado ministro das Finanças, para mim nada de positivo fez, pelo contrário, financeiramente , estou pior do que estava antes de ele lá ter sentado, na cadeira das finanças, o traseiro mal cheiroso!

quinta-feira, 9 de maio de 2013

"GRANDE SUCESSO!"

Coligação Passos-Portas
Governação de grande protesto
 Escrever direito por linhas tortas
Vão pregar para o deserto.
Gaspar considera emissão 
Divida a 10 anos grande sucesso
Mas que grande confusão
Pensa ser o mais esperto
Sacrificando a população
Em causa 3 mil milhões
Procura foi muito superior
À oferta, do tesouro obrigações
Juros mais de 5%, paga Zé trabalhador
Enche os bolsos dos aldrabões
Sem grande sucesso, não tens valor
Grande sucesso no desemprego
Tão grande que não pára de aumentar
Grande sucesso no desassossego
Fraco sucesso é não saber governar.
Tem cuidado com o fogo na floresta
Com o grande sucesso a não queimar
Deita os foguetes antes da festa
Para o grande sucesso dos cortes festejar!

quinta-feira, 2 de maio de 2013

"NÃO É PROIBIDO SONHAR!"

O campeanato vai ser sujinho, sujinho
Palavras de quem o pretende sujar
Tanta dor de cotovelo, coitadinho
Pintainho, depenado está a ficar...
No poleiro, continua perdigão
Tudo faz para a Águia não voar
Vai às Antas vencer o dragão
Com a taça no bico, a Lisboa regressar
Já estou a imaginr, ser a minha previsão
Vamos ver o pintainho, seu bico calar
E gritar, viva o Benfica campeão!

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010