terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

"PENSEM!...

Não votem mais neles, pensem...
A maior desgraça de uma nação pobre é que em vez de produzir riqueza, produz ricos. Convidam-se todos os lesados pela corrupção, a navegar  e mergulhar nas profundezas dos crimes, que há décadas arruínam Portugal. Incompetência, gestão criminosa, corrupção, abuso e impunidade em todo seu esplendor. DIVULGUE E CONTRIBUA para DESMASCARAR os traidores que, todos os dias, saqueiam os nossos impostos e nos afundam na pobreza

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

"A ÁGUIA ATREVIDA!"

Mais um jogo
Uma vitória conseguida
Continua a deitar fogo
A Águia não tira
O pé do acelerador
Continua, a voar, atrevida
Sobre o dragão perturbador

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

«GRÂNDOLA»

POLÍTICA
Quando discursava na Faculdade de Medicina do Porto PSP identificou os manifestantes que cantaram «Grândola» ao ministro da saúde 2013-02-21 10:52:19 Porto - A PSP identificou vários manifestantes que quarta-feira cantaram o «Grândola Vila Morena» no momento em que o ministro da Saúde, Paulo Macedo, ia discursar na Faculdade de Medicina do Porto.Os manifestantes que entoaram o tema «Grândola Vila Morena» no Porto, quando o ministro da Saúde, Paulo Macedo, se preparava para discursar na quarta-feira, foram identificados pela polícia, revelou fonte policial.«Governo para a rua», «ao contrário do que dizem estão a assassinar os portugueses», «os reformados não têm dinheiro para medicamentos» ou a «luta continua» foram algumas das palavras proferidas pelos manifestantes. Ao contrário do que aconteceu com Miguel Relvas, ministro dos Assuntos Parlamentares, que foi impedido, pelos manifestantes, de discursar, Paulo Macedo, retomou o discurso quando os activistas abandonaram o local. Entretanto, Paulo Raposo, do movimento «Que se lixe a troika», garante que as manifestações vão continuar «até ao dia 2 de Março, mas provavelmente até depois», e prevê que os versos de Grândola «ainda vão ecoar no coração da Europa». Paulo Raposo, professor universitário, sugere que «de cada vez que um português encontre um ministro, um secretário de Estado ou um banqueiro na rua, cante-lhe a Grândola». Segundo o activista, a canção foi escolhida como «senha» da manifestação de Março por «apelar àquilo de que a troika se esqueceu: os valores de igualdade, de liberdade e de fraternidade»
Concordo com os manifestantes, da maneira como o fazem e sem violência, para se manifestarem contra os discursos dos políticos que fazem parte do actual governo liderado por Passos Coelho. A verdade seja dita. Os oradores desses discursos estão desacreditados. O melhor povo do mundo já está farto de ouvir, tanto falar em cortes, e custe o que custar. Não precisamos de mais dinheiro nem de mais tempo disse: Porque, isso, seria muito pior para os portugueses e para Portugal! Neste ponto, o  actual líder dos socialistas tem razão, quando diz que é preciso mais tempo para atenuar a carga fiscal sobre os rendimentos dos mais pobres! Tarde, mas, parece que acordou para a realidade. Agora virou o bico ao prego, e já disse que é preciso mais tempo. Afinal não tem seguido pelo caminho certo! Talvez, seguido pela via verde, mas deixou a portagem para o povo pagar!

sábado, 16 de fevereiro de 2013

"JARDIM DESTRUÍDO!"

Este, país, que já foi considerado
à beira mar, plantado, um jardim
tristemente, afugentado
de abandono sem fim...

Verdes paisagens coloridas
Sem o tratamento aduquado
já não têm plantas floridas
está caído num fundo charco!

Não se consegue ver livre delas
luta de noite e de dia
 tantas coisas no mundo belas
muita gente, vive, sem alegria!

Andam por aí à vontade
fazem tudo a seu bem querer
cravos vermelhos, de qualidade
Este jardim, mais não os ter!...

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

"DISSE NO PARLAMENTO!"

Nada tenho a ver com fraude
estou de consciência tranquila,
disse no parlamento o alarve 
cúmplice da porca política...
Escolhido pelo governo
para ocupar cargo público
por ter guardado segredo
do país destruidor futuro...
Terá feito declarações falsas
tentando enganar o pagode
causador das desgraças
criminoso com sorte!...

domingo, 10 de fevereiro de 2013

"NÃO MACHUCAR!"

Não queiram silenciar
O divertimento do povo
É o povo quem trabalhar
Para construir o mundo novo.
Pelo povo organizado
Para o seu divertimento
Não merece ser castigado
Afastado do sofrimento
O Carnaval seja festejado
Junto ao parlamento.
Podem mirar à vontade
Sem direito nelas tropeçar,
Nem todos têm disponibilidade
Para, em Portugal, festejar
O Carnaval, em liberdade!

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

!A MENTIRA!"

Sabe onde ela mora!..
em São Bento,
a política, adora
viver no parlamento. 
Da tempestade se abriga
com a máxima protecção
por tudo e por nada briga
e recebe um dinheirão.
A discutir muito grita,
pensa sempre ter razão,
 manda no povo dar porrada
equipada com gás e bastão,
a Polícia bem armada.
De regresso ao passado
da miséria, política, imunda
pelos políticos do eleitorado
sem vergonha nenhuma
este povo está a ser roubado!

sábado, 2 de fevereiro de 2013

"O SORRISO DO BANQUEIRO!"

O JUMENTO
Zurra de barriga cheia
da miséria a sorrir
dos que ficam sem ceia
na rua sem casa para dormir
membro da canalha alheia
vive feliz, por não sentir
besta à solta sem peia
que o povo consentir
está na hora de lhe colocar 
na frente sem ração no cesto
para não zurrar
no focinho o cabresto 

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010