segunda-feira, 29 de setembro de 2014

"BUGALHO"

Subiu numa azinheira!
antes ouvi alguém contar
uma história verdadeira
para agora aqui a divulgar
à bolota chamou bugalho
lá ficou para a vida inteira
 feliz, agarrada ao galho.

Uma desgraça aconteceu,
dela, aqui, não irei falar
 muitas, dessa, penso eu
outras desgraças irá causar.

Foi um pelo outro atraiçoado,
esse outro tudo quer açambarcar
esperaremos, para ver o resultado
se antes, ele não nos aniquilar.

Queixoso amor ausente,
das dores, tantas, choroso
coração que tanto as sente
 mês de Setembro chuvoso!
(Eduardo Maria Nunes)

domingo, 28 de setembro de 2014

"NOTÍCIA DO PAÍS"

Notícias, 28 de Setembro de 2014,

POLÍTICA, acontecimento histórico.

foram, hoje, pela primeira vez, em Portugal, realizadas eleições primárias para escolher o secretário - geral do Partido Socialista  e candidato a primeiro-ministro de Portugal. O Seguro, não seguro, depois de ter escorregado na bosta, anunciou a sua demissão, do cargo de secretário - geral do Partido Socialista.

«CARAGOLOGIA»

O senhor carago, disse ter sido vigarizado, depois do senhor presidente Cavaco e do governador do banco de Portugal, terem dito que o BES, era um banco sólido, porque estava assente numa confortável almofada. Por causa e segundo tais afirmações, o senhor Carago, foi a correr ao referido banco comprar acções antes que elas se esgotassem. Pois senhor Carago, será que nunca ouviu dizer, quem tudo quer, tudo perde!

DESPORTO:

FUTEBOL:  Na Amoreira,  o Benfica,  venceu o Estoril por 3-2, continua a liderar o campeonato.

METEOROLOGIA

Póvoa de Santa Iria, céu parcialmente nublado, temperatura às 22H00 18  ºC .

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

"GRANDALHÃO"

 Sejam ou não da maioria!
 os deputados no parlamento
 as greves, são o prato do dia
  no país do descontentamento.

Não são precisos berços  d'oiro,
chega a manjedoura cheia de razão
para a boa alimentação do povo
batatas, carne suficiente e pão.

 Para que serve um carrão,
se um carrinho é suficiente
 além de causar menos poluição
  também incomoda menos gente.

 O povo deixará de ter razão,
quando sem ela faz beicinho
quem tiver o pé grandalhão
não lhe serve o sapatinho!
(Eduardo Maria Nunes)

terça-feira, 23 de setembro de 2014

"NAS ALTAS ONDAS PERDIDO"

(Imagem Google)
De Sul para Norte!
 à deriva um beijo sem voz
sem rumo e sem sorte
e sem porto de abrigo.
Antes da Figueira da Foz
procura com esperança e fé
que esteve, ex-fuzileiro
 destacado no Cobué,
em missão de serviço.
  Das velas de um veleiro
navega esse beijo caído
nas altas ondas perdido
sem rumo no mar da Nazaré!
(Eduardo Maria Nunes)

domingo, 21 de setembro de 2014

"NO CHÃO"

Foi tudo na brincadeira!
tropeçou numa bolota
caiu do cimo da azinheira
 no chão deu a cambalhota.

Porque era, aventureira,
a garota, se lembrou de subir
se levantou ilesa e satisfeita
de contente me fez sorrir.

Que ela tinha vestidas, 
coisa que nos deu prazer
debaixo delas escondidas
só as cuecas deixou ver.

Eu delas, não tenho imagens,
para, livremente, aqui publicar
devo sim a privacidade respeitar
por serem privadas paisagens!
(Eduardo Maria Nunes)

sábado, 20 de setembro de 2014

"O BARRETE E A ERVILHACA"

(Imagens Google)
Hoje, o que escrever, não sabia!
disse: aka,  me lembrei da ervilhaca
é isso mesmo, no campo, verde crescia
alimento, que alimenta o boi e a vaca.
 Todas bem com ela enchiam o bucho
por isso é que tinham muito leite,
 faziam parte de uma manada de luxo
 cobridas pelo robusto boi ramalhete.
 Que ele tinha dizer-se ouvia,
enfiado os chifres no colete
dum campino que não sabia
 onde tinha deixado o barrete.
Em Alcochete,  o terá deixado,
ou então; foi, em Vila Franca de Xira
estava nas festas do colete encarnado
apaixonado por uma moça bonita!
(Eduardo Maria Nunes)

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

"ALCACHOFRA"

(Imagem Google)
Por cima das rochas!
para os pés não magoar
 meti os dentro das galochas
e continuei a caminhar.

À solta muito tem arruinado!
com medo de ser frito na caçarola
fugiu um roedor de rabo alçado
quando pisei numa alcachofra.

Até parece uma anedota,
caída de uma azinheira
no chão estava uma bolota
foi a minha merendeira.

Com promessas traiçoeiras,
em todos os lados, eles, estão
metem as mãos nas nossas algibeiras
enquanto lá houver um tostão!
(Eduardo Maria Nunes)

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

"PASSARINHO NA GAIOLA"

(Imagem Google)
Prisioneiro na gaiola!
 tinha o melro passarinho
e uma nódoa na camisola
do gordurento toucinho.

No cu tinha as calças rotas,
  as tinha vestidas às avessas
de tanto sorrirem as garotas
deixaram cair as cuecas?

Não as tinham vestidas...
 tinham ido do estendal as apanhar
eram lindas com pintinhas coloridas
até dava gosto para elas olhar!
(Eduardo Maria Nunes)

sábado, 13 de setembro de 2014

"BOM FIM DE SEMANA"

São sinceros, não fingidos!
meus, com amizade reconheço
para todas amigas e amigos
bom fim de semana desejo.

Amor destrambelhado!
quando atolado de prazer
um beijo bem encharcado 
de manhã...alvorecer.

 O veio bem engrenado,
 para satisfazer a vontade
dá mais gozo lubrificado
no orifício da felicidade.
(Eduardo Maria Nunes)

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

"O AMIANTO"

O que vejo não imagino!
vejo todos os dias o Rio Tejo
imaginar o que não vejo
será esse o meu destino.

Oiço, mas já não ligo,
falarem muito na televisão
porque palavra de político
mais aumenta a confusão.

Ao mesmo tempo dois aselhas,
esfaimados, o que querem são milhões
se eu pudesse puxava-lhe as orelhas
antes de sacarem nossos tostões!

pelo corredor aos encontrões,
tirem antes o amianto dos telhados
ao mesmo osso dois cachorros comilões
por isso é que estão tão assanhados?
(Eduardo Maria Nunes)

terça-feira, 9 de setembro de 2014

"DEVANEANDO POR AI"

Me contento...sem sair daqui!
devaneando por ai...no pensamento.

Sem saber fiquei,
como resolver o problema
numa sena que presenciei
nela encontrei o tema.

Por isso deve ser substituído,
só atrapalha não desembaraça
tanto tempo e dinheiro perdido
no futebol, selecção desorientada?

De repente ouvi coaxar uma rã,
porque perdi do bolso o único pataco
que, inda, tinha para comprar uma marrã
pois não comprei nem a marrã nem o cavalo
por causa disso não fui à feira da Golegã
porque atirei uma pedra no charco!

 Quando fui à Figueira da Foz,
passei por baixo de uma nogueira
em cima da tola caiu-me uma noz
pensei, mas não disse asneira.

Estava um parasita escondido,
adormecido no couro cabeludo
um jovem forcado ficou ferido
nos cornos de um toiro testudo!
(Eduardo Maria Nunes)

terça-feira, 2 de setembro de 2014

"CURA SEM FIM À VISTA"

Ela pensa ter razão?
disse a Teixeira ministra
a sua ordem sem solução
continua doente a justiça!

Um indivíduo, na terra, abriu um buraco. Dias depois pensou que deveria tapar o dito buraco, mas não sabia como. Resolveu perguntar ao primeiro-ministro de Portugal como o poderia fazer. Tendo o mesmo respondido, não tem nada que saber. Abres outro buraco e com a terra desse buraco, tapas o buraco anterior! É o que ele e a sua quadrilha têm feito durante três anos de péssima governação! Já estão a apelar ao voto, para que se ganharem as próximas eleições darem machadada final nos ordenados e nas pensões da função pública?  E não só...

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010