quarta-feira, 30 de abril de 2014

"O HOMEM E A MULHER"

O Homem e a Mulher
O homem é a mais elevada das criaturas.
A mulher é o mais sublime dos ideias.
Deus fez para o homem um trono;
Para a mulher um altar.
O trono exalta; o altar santifica.
O homem é o cérebro;
a mulher o coração.
O cérebro produz luz;
o coração o amor.
A luz fecunda. O amor ressuscita.
O homem é um génio;
a mulher um anjo.
O génio é imensurável;
o anjo indefinível.
A aspiração do homem é a suprema glória;
a aspiração da mulher a virtude extrema.
A glória traduz grandeza;
a virtude traduz divindade.
O homem tem a supremacia;
a mulher a preferência;
A supremacia representa força;
a preferência o direito.
O homem é forte pela razão;
a mulher invencível pela lágrima.
A razão convence; a lágrima comove.
O homem é capaz de todos os heroísmos;
a mulher de todos os martírios.
O heroísmo enobrece; o martírio sublima.
O homem é o código;
a mulher o evangelho.
O código corrige; o evangelho aperfeiçoa.
O homem é um templo;
a mulher um sacrário.
Ante o templo, nós nos descobrimos;
ante o sacrário, ajoelhamos-nos.
O homem pensa; a mulher sonha.
Pensar é ter cérebro;
sonhar é ter na fronte uma auréola.
O homem é um oceano,
a mulher um lago.
O oceano tem pérola que o embeleza;
O lago tem a poesia que o deslumbra.
O homem é uma águia que voa;
 a mulher um rouxinol que canta.
Voar é dominar os espaços;
Cantar é conquistar a alma.
O homem tem um farol; a consciência.
A mulher tem uma estrela, a esperança.
O farol guia e a esperança salva.
Enfim, o homem está colocado onde termina a terra;
a mulher, onde começa o céu.
(Victor Hugo)

terça-feira, 29 de abril de 2014

"A BELA AVENTUREIRA"

A bela aventureira!
andava à procura do amor
   A Joaninha e a Borboleta
   pousadas na mesma flor.

Chegou a primavera,
o sol, fonte de calor
aquela moça tão bela
no jardim, linda flor.

 Voando no pensamento,
tem bolinhas o vestido dela
com os cabelos ao vento
a felicidade mora com ela.

Fui ao encontro dela,
de repente desapareceu
no céu voava uma arvéola
não sei o que aconteceu.

 das noites bem vividas,
as saudades são tantas
de verdes folhas vestidas
Vi no campo as plantas.

Quando tudo se pensa ter,
são esperanças não perdidas
dos olhos as lágrimas a correr
lá ficaram na terra caídas.

Saúde, paz e amor na vida!
o importante valor da amizade
aquela elegante moça atrevida
com amor encontrou felicidade!
(Eduardo Maria Nunes)

segunda-feira, 28 de abril de 2014

"NAÇÃO EMPOBRECIDA"

Uma vida fretada de enganos!
Por causa das falhas dos falhados
Nós povo português, pelos troicanos
Até 2031, à pobreza condenados!

Que tanto nos apoquenta a mioleira,
Na vida o que de tudo mais me apetece
Prendê-los  juntos de uma acesa fogueira
Essa podre canalha que nos empobrece!

Só algum vigarista nessa gente acredita!
Mais nenhuma das vossas promessas cola
Os portugueses falhados da pobre política
Estão ainda bem presentes na memória.

Vão trabalhar para a estiva mandriões,
Para bem saberem o que custa a vida
Por favor não roubem mais milhões
A esta Nação já tão empobrecida!
(Eduardo Maria Nunes)

sábado, 26 de abril de 2014

"ENFERMO"

40 anos depois do 25 de Abril,
Portugal, não está pior não
Gotas de água em Abril, águas de mil
Para salvar esta mui nobre Nação!

Falou o galifão, nada disse de concreto!
Na Assembleia da Repúblico, o espertalhão
 Contra o povo apresenta mais um decreto
Para beneficiar mais ainda a corrupção!

Na Assembleia não aceitaram,
Os Capitães de Abril
Os alheios à revolução discursaram
Apoiados pelas leis de funil...

Foi o Cavaco apelar à união!
Dando uma no cravo outra na ferradura
Sem personalidade, sem opinião
Apoiante da nova ditadura!..

Fala, fala  e torna a falar,
Contra as medidas do governo
Mas, todos elas apoiar
O homem deve estar enfermo?
(Eduardo Maria Nunes)

quinta-feira, 17 de abril de 2014

"SARNA"

No mundo, crianças sem pão!
Comem tudo dos barrigas cheias
Sem dinheiro para desinfecção
Há sarna nas cadeias...

Nas campanhas eleitorais!
Fazem mil e uma promessas
Vendedores de produtos fatais
Contra as leis constitucionais
Andam de candeias acesas!

 Viajou de Bruxelas sem visto!
Produto sem qualquer valor
Elogiar o primeiro-ministro
Veio a Lisboa o pregador!

Pecadores da democracia!
Assim mesmo aconteceu
Já que ninguém nos elogia
Elogias-me tu, elogio-te eu!
(Eduardo Maria Nunes)

domingo, 13 de abril de 2014

"OS ABUTRES VOADORES"

Os abutres voadores!
A voarem sobre o deserto
Regozijo dos exploradores
 Da pobreza a céu aberto!

Dos olhos caem as lágrimas!
Porque será que tanto gritam
Não acreditam nas suas palavras
Políticos, tanto não mintam!

É tão triste assim viver!
Num país tão mal governado
Ver o povo a empobrecer
Cidadão não respeitado!

Na terra para as canalhas!
Que ele próprio fez crescer
Do lixo apanha as migalhas
Trabalha para sobreviver!

Não chega o que recebe!
Para sua família sustentar
Só aos pobres acontece
Os ricos comem até fartar!

O que sobra deitam fora!
Para o lixo sem dó nem alma
Correr com eles está na hora
Vontade tanta não me falta!
(Eduardo Maria Nunes)

quinta-feira, 10 de abril de 2014

"MOÇAMBIQUE PAÍS DE SONHO"

Menina e moça, Metangula!
Linda é a cor dos teus olhos
Azul tens vestida linda blusa
Saia, enfeitada com folhas!

Da Marinha os Fuzileiros!
Os primeiros que abraçastes
Para satisfazer os teus desejos
 Com eles no lago te banhastes!

Onde os teus seios são banhados!
Lago de água doce imenso banheiro
Batalhão de caçadores 598, pioneiro
No teu peito fomos guardados!..

Hoje, Lichinga, realidade!
No passado Vila Cabral
 Te recordo com saudade!
És do Niassa a capital!

Pelas causas que lutámos!
Jamais poderemos esquecer
Amizades conquistámos
 Não as queremos perder!

Com amizade os recebemos!
Nossos irmãos de Moçambique
Todos naquela guerra sofremos
Com o ódio ninguém fique!
(Eduardo Maria Nunes)

quarta-feira, 9 de abril de 2014

"GAIVOTA VIGILANTE"

Nas praias australianas!
As Gaivotas são incomodo
 Pousadas na areia as maganas
Será que o fez de propósito?

Fazem-no com inteligência!
pousam em qualquer lado
A ninguém pedem licença
Atrás ao à frente do rabo

 Deitada não se incomoda!
Está tão sossegada a catraia
Pousada na areia uma Gaivota
Voadora vigilante da praia!
(Eduardo Maria Nunes)

terça-feira, 8 de abril de 2014

"O BARBAÇAS NO PPE"

Quem os ouve assim falar!
Comem até encher o bucho
A Europa não é um bazar
Restaurante, hotel de luxo!

Um calhordas assim falou!
Tipo de baixo nível barbudo
Assim o pescador o pescou
Mal confeccionado brustico!

Mascarado de entrudo!
Mal encarado barbaças
Um convencido do caraças
A penas sabe fazer barulho!

Até mete pena coitadinho!
Forte o músculo da vozeira
Para enganar o Zé Povinho
 Vive da ambição traiçoeira!

Triste Nação Portuguesa!
Sem inteligência, e sem brio
Muito fala, só diz babuzeira
De qualquer maneira e feitio!
(Eduardo Maria Nunes)

sexta-feira, 4 de abril de 2014

"NO PAÍS DA BICHARADA"

Um gafanhoto português!
Presidente da comunidade
Lá de cima um piolho mirandês
Nomeado ministro da solidariedade
O gafanhoto tem asas salta e voa
O piolho habita no couro cabeludo
Nenhum deles se alimenta de broa
O piolho faz comichão no lanzudo
Qual deles o mais bem feitor
Em disputa de igualdade
O gafanhoto tropeçou roda do tractor
Partiu as asas da liberdade
A borboleta ministra da agricultura
Jovem com pouca habilidade
Ministro da saúde o gavião
Zagão ministro da apicultura
O melro ministro da educação
A cigarra ministra da cultura
Ministro da economia o camaleão
Vice-primeiro-ministro o papagaio
O pato bravo Ministro da administração interna
Ministro dos negócios estrangeiros o escorpião
Ministra das finanças a centopeia
A formiga ministra do trabalho
Louva-a-Deus presidente da assembleia!
(Eduardo Maria Nunes)

terça-feira, 1 de abril de 2014

"VIAGENS A METANGULA"

O Governo Português, anunciou que está disposto a promover, para os ex-combatentes que prestaram serviço militar no Distrito do Niassa, norte de Moçambique, em Moçambique, viagens a Metangula através de sorteio, a realizar, oportunamente, para aqueles que pedirem facturas com o número de contribuinte. Cuja estadia durante  oito dias com tudo incluído,  no Hotel de luxo 5 Estrelas, recentemente, inaugurado  nas instalações da antiga Base Naval dos Fuzileiros. Fonte segura garantiu, que a brilhante ideia foi do ilustríssimo vice-primeiro-ministro. O único governante que até esta data resolveu fazer com que fosse atribuída, anualmente, pequeníssima esmola aos ex-combatentes, que não morrem em defesa da Pátria! Digam lá ex- camaradas de armas?...Que não é uma boa notícia!!!

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010