segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

"NO DRAGÃO CANTOU O CANÁRIO"

Mau tempo no Dragão!...
Não houve precipitação no Estoril
Chega a primavera antes do verão
Com sol, brilhante, em Abril.

Acontece, pois então!...
Ninguém gosta de perder
Pinto, não é galo não
Canta de galo, sem galo ser!

O canário cantou primeiro!
Mesmo assim não ficou calado
Habituado a cantar no poleiro
Mete o bico em todo o lado...

O pinto está ficando depenado...
 Por não ser galo, pinto ter nascido
Ficou te tal maneira alvoraçado
Por um ovo se ter perdido...

domingo, 23 de fevereiro de 2014

"BOM DIA E MUITA ALEGRIA"

Bom dia e muita alegria!
para todos bom domingo
Numa noite muito fria
do Alentejo fui a Lisboa
Andei perdido não sabia,
numa canoa, dormindo
atravessei o Rio Tejo,
sem saber andei à toa
ouvi o toque do realejo
até que a voz me doa!
Na Mouraria bebi café,
antes do romper do dia
na Rua do Benformoso,
ouvi cantar o Camané,
dizem que, o fado da Bia
é filho de um poeta louco
 e de uma melodia!...

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

"EPIGRAMAS"

Lavrou chibante receita
um doctor com todo o esmero
era para certa moça,
que ficou sã como um pêro.

-Tão cedo. É milagre!-assenta
a mãe, que de gosto chora.
-Minha mãe, não é milagre:
deitei o remédio fora!...

Um médico, ressentido
de certo seu ofensor,
ante um amigo exclama,
todo abrasado em furor:

-Para punir este indigno,
este vil, tomara um raio!
Acode o outro: - Há um meio
muito mais fácil: curai-o!...

Estando enfermo um poeta
foi visitá-lo um doctor,
e em rigorosa dieta
logo, logo o mandou pôr.

- Regule-se, coma pouco
(diz-lhe o médico eminente).
- Ai senhor! (acode o louco)
Por isso é que estou doente.
(BOCAGE)
 "Chibante notícia,
País e política chibante
Paulo Portas chibante
Pires de Lima chibante
Passos Coelho arrogante
Ministra das Finanças, elegante
Melhor dizendo, disciplinante.
OPOSIÇÃO
Catarina Martins, limpinha
PS, Seguro falante
Jerónimo de Sousa
Camarada avante"!

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

"JJ CONDENADO"

Dá-me, dá- me encontrões!
Todos nós estamos sujeitos
Também quero empurrões
Para receber uns aéreos.

140 aéreos custos das despesas, são...
médicas do policial, que lhe fique na memória
Punido por "lesão da honra e reputação" 
Aceitou pagar 5300 aéreos de coima.

Empurrãozinho, não tem mal,
Quinhentos a aéreos rendeu
Lá aonde começou Portugal
Num incidente aconteceu.

O JJ aceitou de boa vontade,
25 mil aéreos decisão judicial
A instituições de solidariedade
Por ter empurrado um policial.

Cuidado que, em Portugal,
Há venenosos cogumelos
Vai receber quinhentos aéreos!
O empurrado policial!

domingo, 9 de fevereiro de 2014

"DE ALEGRIA CANTARÁ"

Notícias de última hora,
O inesperado aconteceu
O roedor encontrado na horta
Toda a hortaliça ele roeu.

Não apareceu o caçador,
Ele continua ilibado
Não poderá mais o estupor
Continuar tão assanhado!

Um animal perigoso,
Tem de ser engaiolado
Por ser assim tão leproso
Precisa de ser internado!

Afastado de onde está,
A primeira prioridade
De alegria cantará
O povo em liberdade!
(Eduardo Maria Nunes)

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

"DESPROPOSITADA CONFUSÃO"

Para as leis da rolha fabricar...
O governo tem a fábrica da cortiça
Com a justiça pretende acabar
Porque só entende de injustiça.

Só para o mal se entendem.
Causam medonhos vendavais
Encerram os tribunais
Neste país tudo vendem.

Excepto as cuecas, rotas, cagadas,
Porque ninguém as quer comprar
Continuam as despesas avultadas
Em seu proveito para o povo pagar

Despropositada confusão.
Tem causado a colecção Miró
Silêncio, tristeza, solidão
Na Travessa do Fala Só,

De arte, valiosa colecção.
Tem dado muito que falar
Como arma de estimação
Em casa a deve conservar.

O governo não pensa assim,
Louco por dinheiro esfaimado
Por tudo e nada causa chinfrim
Enquanto o povo continua calado!
(Eduardo Maria Nunes)

domingo, 2 de fevereiro de 2014

"ELES COMEM TUDO"

Tiram o mel às abelhas,
Os porcos no lameiro
Pastam no campo as ovelhas.
                
 Relincha o cavalo,
Zurra o burro
Lá no prado
Eles comem tudo.

 Arre Macho!
O burro manta a égua
De vale da Pinta ao Cartaxo
É mais de uma légua.

Cantam os galos no poleiro,
Põem ovos para as francesinhas
As galinhas, no galinheiro.

Moças lindas, olhos bonitos,
De lábios risonhos
Nas figueiras nascem os figos
Nos medronheiros os medronhos.

O que acabei de escrever,
Nada disto é mentira
Quem do que dá mais tira
O restante fica a dever!
(Eduardo Maria Nunes)

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010