quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

«GRÂNDOLA»

POLÍTICA
Quando discursava na Faculdade de Medicina do Porto PSP identificou os manifestantes que cantaram «Grândola» ao ministro da saúde 2013-02-21 10:52:19 Porto - A PSP identificou vários manifestantes que quarta-feira cantaram o «Grândola Vila Morena» no momento em que o ministro da Saúde, Paulo Macedo, ia discursar na Faculdade de Medicina do Porto.Os manifestantes que entoaram o tema «Grândola Vila Morena» no Porto, quando o ministro da Saúde, Paulo Macedo, se preparava para discursar na quarta-feira, foram identificados pela polícia, revelou fonte policial.«Governo para a rua», «ao contrário do que dizem estão a assassinar os portugueses», «os reformados não têm dinheiro para medicamentos» ou a «luta continua» foram algumas das palavras proferidas pelos manifestantes. Ao contrário do que aconteceu com Miguel Relvas, ministro dos Assuntos Parlamentares, que foi impedido, pelos manifestantes, de discursar, Paulo Macedo, retomou o discurso quando os activistas abandonaram o local. Entretanto, Paulo Raposo, do movimento «Que se lixe a troika», garante que as manifestações vão continuar «até ao dia 2 de Março, mas provavelmente até depois», e prevê que os versos de Grândola «ainda vão ecoar no coração da Europa». Paulo Raposo, professor universitário, sugere que «de cada vez que um português encontre um ministro, um secretário de Estado ou um banqueiro na rua, cante-lhe a Grândola». Segundo o activista, a canção foi escolhida como «senha» da manifestação de Março por «apelar àquilo de que a troika se esqueceu: os valores de igualdade, de liberdade e de fraternidade»
Concordo com os manifestantes, da maneira como o fazem e sem violência, para se manifestarem contra os discursos dos políticos que fazem parte do actual governo liderado por Passos Coelho. A verdade seja dita. Os oradores desses discursos estão desacreditados. O melhor povo do mundo já está farto de ouvir, tanto falar em cortes, e custe o que custar. Não precisamos de mais dinheiro nem de mais tempo disse: Porque, isso, seria muito pior para os portugueses e para Portugal! Neste ponto, o  actual líder dos socialistas tem razão, quando diz que é preciso mais tempo para atenuar a carga fiscal sobre os rendimentos dos mais pobres! Tarde, mas, parece que acordou para a realidade. Agora virou o bico ao prego, e já disse que é preciso mais tempo. Afinal não tem seguido pelo caminho certo! Talvez, seguido pela via verde, mas deixou a portagem para o povo pagar!

5 comentários:

  1. GRÂNDOLA TERRA DA FRATERNIDADE, ficará para sempre na história mundial, em vez de mandar a polícia identificar quem canta, deviam mandar identificar quem rouba!
    Recebi um E-Mail, que já publiquei na minha "Caminhada do Oeste", em que explica as diferenças entre Portugal e Alemanha, no que diz respeito a despesas desses meninos XULOS, que tentam continuar a atirar areia para os olhos do nosso povo sacrificado,já me mete nojo ouvi-los.

    ResponderEliminar
  2. Azar meu não saber cantar, caso contrário nas minhas caminhadas por Lisboa tinham de me ouvir, corria as «Capelinhas» todas, quero dizer os Ministérios todos, assim vou-me contentando a ver a actuação dos outros via TV.
    Um abraço
    Virgilio

    ResponderEliminar
  3. Grândola é uma canção histórica e deve ser respeitada Devem cantar-lhe outra que os identifique esses políticos vazios de tudo e de Portugal

    ResponderEliminar
  4. Não há cão nenhum que goste de ouvir bater latas perto dele. O barulho das latas incomoda os cães, torna-os agressivos. Grândola Vila Morena foi o bater de latas que correu com eles, e agora, ao voltarem a ouvi-la com maior intensidade arreganham os dentes e investem. Depois de paulatinamente virem tomando posições e julgarem chegado o momento do ajuste de contas, hei-los ao ataque a tudo que de bom veio com o 25 de Abril.

    ResponderEliminar
  5. Grândola cantada pelo povo nas ruas, será sempre um sinal de alerta para qualquer governo.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010