quinta-feira, 27 de setembro de 2012

"O ESTADO DA NAÇÃO!"

O ESTADO DA NAÇÃO!
Fecham-se hospitais e maternidades
sem a transparente justificação,
fizeram-se, e fazem-se grandes disparates
fecham-se estações dos caminhos de ferro,
aumenta o descontentamento...
Para os ricos a farinha, para os pobres o farelo
ouvem-se vozes em frente ao parlamento,
o desemprego aumenta em flecha 
no poleiro continua a cantar o melro,
há perigo iminente de se incendiar a mecha,
no interior do parlamento discutem os deputados
corta dali, cora da colá, para aumentar
os seus ordenados...
Quem te mandou. Ó! Zé Povinho , neles, votar,
até das uvas se faz o vinho,
mas sem feijão, batatas, arroz e pão
não há manjar!!!
Estrangularam a cultura,
dizem que há professores a mais
para trás mija a burra,
quando puxa a carroça pelos varais,
para comer não tem verdura
estão a destruir tudo os vendavais!

5 comentários:

  1. E a trapalhada continua! Vai até à minha Figueira, mas não comas os figos...Estão a ficar podres como estes estagiários de governantes!...
    O meu abraço

    ResponderEliminar
  2. Por que os figos estão a ficar "podres(? "disse o amigo. E eu não sei se tem a ver com "O Estado da Nação".
    Estrangularam a cultura (?
    A verdura se planta e colhe, pois isso pertence `Mãe Natureza e então? Fico doida com essa coisa os políticos são "pragas que mexem com tudo "contaminam até a Natureza... Ah, não sei!
    # É bom gritar! esculhambar essa gente, eles sim "são podres.
    beijus e bom dia "aí já deve ser tarde ¨* são 9:24

    ResponderEliminar
  3. Gostei dessa dos ricos comerem a farinha e os pobres o farelo, mas julgo que isso tem uma justificação
    cientifica, isso só acontece porque os ricos não querem ver os pobres atolados de colesterol, que como todos sabemos está em grandes quantidades na farinha de trigo, agora vê lá se eles não são nossos amigos, é tudo pela nossa saúde.
    Também gostei dessa do melro a cantar do poleiro, dantes era o galo que de lá cantava, o que já é uma melhoria substancial nos gastos com a ração para alimentar o bicho.
    Um abraço
    Virgilio

    ResponderEliminar
  4. Vai-te embora meu ladrão,
    Depressa, deixa o poder!
    Estás-me a roubar o pão
    Que preciso para comer.

    Tu dizes que me proteges...
    E finges ter pena de mim,
    Mesmo que muito me beijes
    Estás-te a enganar a ti...

    Vai mentir prà tua rua
    A mim não me enganas mais.
    Essa casa não é tua,
    Não te agarres porque cais...

    Eu sei que não queres saber
    Das desgraças que semeias.
    Já sem sapatos, sem meias
    Sem casa para morar
    Estou falido, vou-me matar,
    Assim não consigo viver.

    ResponderEliminar
  5. Olá querido amiguinho,perdoe-me a ausência,mas é que as vezes a vida nos prega muitas surpresas,infelizmente fui acometida mais uma vez pela doença do século(câncer)e agora voltou com força total,estou com metástase nos dois pulmões,estou confiante que tudo vai dar certo,tenho fé em DEUS!!!
    Por isso me ausentei do blog,pois acho que vc deve imaginar coo está sendo difícil pra mim,a corrida agora é contra o tempo!
    Amiguinho espero que me compreendas e ore por mim...
    Abraços fraternos fique com Deus...

    http://aninhavitoriosa.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010