domingo, 25 de janeiro de 2015

"OS TOMATES"

Não quero seguir pelo caminho errado,
quero seguir pelo que Deus me determinou
tanto pela vida, nesta vida tenho labutado
para um dia deixar de ser quem sou.

Mesmo que me arrependesse,
já nada de nada adiantaria
se eu em rima não escrevesse
de outra forma em prosa o faria.

Assim na imaginação um dia,
me surgiram com inspiração
aprendi o que ainda não sabia
as verdades guardei no coração.

Porque já corri seca e Meca!
fui à praia grande do Porto Covo
no caminho passei pela Sonega
com o caldeirão tirei água do poço.

Para regar os tomates na horta,
as alfeces e o verde feijão catarino
escrever palavras em rima e prosa,
 neste mundo, ser o meu destino?
(Edumnes)

7 comentários:

  1. Ao ver a imagem de tão ricos tomates, eu estava à espera de outro tipo de poesia, mas fiquei contente na mesma, pois são sempre belos os teus versos.

    ResponderEliminar
  2. É muito melhor seguir os caminhos de Deus, Edumanes beijos.

    ResponderEliminar
  3. Pois é amigo poeta
    Tu nasceste p´ra rimar
    Em casa deixa a bicicleta
    Põe-te mas é a caminhar.

    Cá estou eu mais uma vez p te abraçar!

    ResponderEliminar
  4. Bicicleta não tenho,
    anda a pé quem puder
    a correr vou e venho
    enquanto a vida quiser!

    ResponderEliminar
  5. Oi Edu querido

    Também acho que você já nasceu poeta e suas rimas são a coisa mais linda e delicada que eu já vi.

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  6. OI EDU!
    SIM, NASCESTE POETA E TEU DESTINO É VERSEJAR, SEMPRE.
    LINDO!
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010