quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

"GOTA DE ÁGUA"

GOTA DE ÁGUA 

A lágrima triste
Que por ti surgiu 
Mal que tu a viste,
Quase se não viu...

Como quem desiste,
Logo se deliu...
E, mal lhe sorriste,
Logo te sorriu

Já não era a dor,
O sinal aflito
Duma funda mágoa
Era o infinito,
- O infinito amor,
Numa gota de água...

3 comentários:

  1. Fica-te bem homenagear outros poetas que viveram antes de ti. Isso ajuda-te a crescer.

    ResponderEliminar
  2. Um verdadeiro poeta, ama a poesia e tu meu amigo, segues pelo caminho certo, confia nos teus passos.
    O meu abraço

    ResponderEliminar
  3. Sensibilizas-te numa simples gota de água.

    Que bela partilha!

    Beijinhos e bom fim de semana, Eduardo.

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010