terça-feira, 10 de setembro de 2013

"IMPERTINENTE"

 Coloca-se a panela em cima da trempe
Se acende a fogueira debaixo dela
Arde a lenha, a água ferve, fica quente
Ter tudo o que faz falta, a vida é bela.

Viver numa casa modesta
Trabalhar honestamente
A vida sem ter nada molesta
Fere de tristeza a alma da gente.

Ser pobre é humano, não defeito
Defeituoso é quem explora a gente
Quase nada receber, não tem jeito
Trabalhar, assim, é impertinente?

5 comentários:

  1. Uma casa portuguesa com certeza!
    Onde falta a vontade de rir
    Apenas pão e vinho sobre a mesa
    Que é que virá a seguir?

    ResponderEliminar
  2. Para a cura falta a mesinha
    Amigo, a certaste em cheio
    Era mesmo muito pobrezinha
    Uma casa velhinha sem recheio!

    ResponderEliminar
  3. Já está para breve mais um corte nas nossas reformas, estes aldrabões quando na oposição diziam á boca cheia que não iam cortar salários, reformas, nem despedir, olha para eles agora no poleiro!
    Um abraço
    Virgílio

    ResponderEliminar
  4. E o Seguro, nada seguro daquilo que diz, porque a alternativa que encontra, os poderosos senhores nunca autorizavam.

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010