quinta-feira, 1 de agosto de 2013

"A MULHER DESCONFIADA"

A MULHER DESCONFIADA
Apesar de viverem na abundância, as coisas não corriam bem entre o marido e a sua jovem mulher.
Na verdade, ela estava convencida de que ele andava metido com a bonita empregada da casa.
Então resolveu preparar uma armadilha para apanhá-lo em flagrante.
Dispensou a empregada no fim de semana sem dizer nada ao marido.
À  noite, quando iam para a cama, o marido contou a história costumeira.
-Desculpe minha querida mas estou mal do estômago.
Outra vez. Vou tomar um pouco de ar e já volto 
A mulher saiu, rapidamente, pelo corredor, subiu as escadas e deitou-se na cama da empregada.
Mal tinha apagado a luz, veio ele, em silêncio e, sem perda de tempo, saltou para a cama e fez, fogosamente, amor com ela
Quando terminaram, a mulher disse, ainda ofegante: 
-Você não esperava encontrar-me nesta cama, não é querido? E ligou a luz.
-Sinceramente não, minha senhora!
respondeu o jardineiro.

4 comentários:

  1. Caiu na esparrela
    Consolou o jardineiro
    Não foi o primeiro
    Que fez amor com ela!

    ResponderEliminar
  2. Esta está boa, afinal coitado do homem é que ficou a perder com o negócio, já o jardineiro ganhou um novo petisco, chama-lhe parvo.
    Um abraço
    Virgílio

    ResponderEliminar
  3. Mas que grande confusão!
    Como não gosto de confusões, nunca contratei nenhuma empregada, nem tão pouco jardineiro, de noite sem luz muita coisa pode acontecer.
    Cá vai aquele abraço

    ResponderEliminar
  4. Será que a patroa aprendeu a lição ou habituou-se àquela fruta?

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010