sábado, 26 de janeiro de 2013

"UM DOS SONHOS DE ALBERTINO VELOSO!"

Num encontro, almoço-convívio, dos Ex-fuzileiros
para o qual fui convidado, pelo organizador
do mesmo, Carlos Manuel Silva "Tintinaine",
realizado no dia 22 do mês de Setembro
do ano transacto, no Restaurante  A «Gralha»
situado na Serra de Santo António.
Dialogando com o referenciado, abaixo identificado,
cuja oportunidade tive de conhecer pessoalmente.
Homem de elevada formação
de relevantes  conhecimentos, educação e sabedoria
Falou-me do seu sonho não realizado de construir
uma vivenda, em Metangula, próximo da Base Naval
onde prestava serviço na Marinha de Guerra Portuguesa
em defesa da sua Pátria.
Que, a seguir descrevo em forma de poema!
Construíram em Metangula
A Base Naval dos Fuzileiros
Albertino Veloso, numa aventura
Não foi dos últimos nem dos primeiros
Pensou uma vivenda construir
Com a varanda sobre as águas do Lago Niassa
Não passou de um sonho acordo ou a dormir
De Metangula para o Cobué numa fragata
Ideias de um aventureiro
Que antes tinha assentada praça na armada
sonhos frustrados de um fuzileiro
Companheiro, sincero camarada
Na construçao o uso do martelo
De qualquer cor
Seja preto, encarnado ou amarelo
Português conquistador
Em pequenas barcaças navegou
Viajante...colonizador
Sua cultura lá deixou!

6 comentários:

  1. Onde arranjaria o amigo Eduardo esta foto?!... Nunca tinha visto Metangula deste ângulo!

    ResponderEliminar
  2. Reencontros,
    Reedição de amizades
    Rrecordações e saudades
    Vidas que foram as nossas
    Viagens que também foram vossas.

    Leiria - a minha cidade
    A serra de Santo António
    Um canteiro de felicidade
    Um jardim da natureza
    Uma estrela de verdade.

    ResponderEliminar
  3. Albertino Veloso, Sargento Veloso homem do galo, como era conhecido na CF8, justo reconhecimento falar deste companheiro e dos seus sonhos, este grande SR. Foi e é um Fuzileiro sem medo! Que esteja por muitos anos a fazer parte dos nossos convívios, com o meu grande abraço.

    ResponderEliminar
  4. De noite e dia
    No Rio Lis, água a correr
    Não sabia, que o amigo Luís é de Leiriqa
    Fiquei agora a saber.

    Saí do R 7,
    Para Lisboa de comboio
    Trazia no bolso um canivete
    Era o meu património.

    Embarquei no paquete Pátria
    Com destino a Moçambique
    Para defender a pátria
    Também o meu amigo Manuel de Ourique!

    ResponderEliminar
  5. Que foto linda!
    Esses encontros são sempre muito emocionantes.

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  6. Imagem linda de se ver gostaria de está aí. Eduamanes lá no blog tem post novo se você quiser dá uma passadinha lá pra conferir é só clicar no link abaixo, fique com Deus beijos.
    http://lucimarestreladamanha.blogspot.com.br/2013/01/cuidados-em-lugares-publicos.html

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010