quinta-feira, 20 de setembro de 2012

"ESTA É TRANSMONTANA!...

Manhã tranquila bem nos confins de Trás-os-Montes.
O velho Prior estava em frente à igreja quando viu passar uma menina de uns nove ou dez anos, pés descalços, franzina, meio subnutrida, ar angelical, conduzindo uma meia dúzia de cabras. Era com esforço que a garotinha  conseguia reunir as cabras e obrigá-las a caminhar. O padre observava a cena. Começou a imaginar se aquilo não era um caso de exploração de trabalho infantil e foi conversar com a menina. 
-Olá, minha querida menina. Como é te chamas? Maria da Luz, Sr. Prior. O que vais fazer com essas cabras, Maria da Luz? Vou levá-las à quinta do Sr. Alcaides para o bode as cobrirem. Olha lá, Maria da Luz, o teu pai ou os teus irmãos mais velhos não podiam fazer isso? Já fizeram, Sr. Prior, mas não nasceu nada. Tem mesmo que ser um bode!

4 comentários:

  1. Teria sido melhor nem perguntar nadita, assim ouviu o que nem sonhava.
    Afinal o ingénuo era ele.

    ResponderEliminar
  2. Oi Eduardo


    Você é um poeta tão delicado que divide sua poesia e amor nos comentários que deixa em meu blog e nos blogs de amigos que chego a ficar emocionada com sua paciência e dedicação de escrever coisas lindas e pertinentes as postagens por onde você passa...
    Obrigada por ter permitido que te encontrasse aqui pelo blogger.


    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  3. É a ingenuidade da criança quando fala, ou então filmou mesmo, com a evolução das novas tecnologias e lições de sexo obrigatórias, espera-se tudo.
    O meu abraço

    ResponderEliminar
  4. E assim se faz a beleza...na ingenuidade....abraços fraternos de boa semana pra ti amigo...

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010