sexta-feira, 4 de maio de 2012

"EXPLICO DEVAGARINHO"

Explico devagarinho,
 rapidinho os impostos aumentar
palavras do vitinho...
Diz-se o governo preocupado
com o aumento do desemprego,
por ele próprio criado.
Tem inteligência de labrego,
não querendo admitir...
Terem as suas medidas falhado
para a economia destruir...
Simplex, anunciado... para mais rápido
novas empresas construir,
de um governo encalhado
custe o que custar...
temos que o conseguir,
sendo o pobre o mais explorado
várias vezes estas palavras,
 do governo as ouvir.

10 comentários:

  1. Mais devagarinho acabamos todos a dormir. E desconfio bem que é isso que ele quer, qual encantador de serpentes pôr-nos todos a dormir.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Voltei para responder ao seu comentário no Sexta. Inicio do Bloqueio Naval a Goa foi em Dezembro de 1953.
    E não sei se prenhe é tipico do Alentejo ao não. Na terra do meu pai (o Manuel da história) se utilizava muito essa palavra fosse para as mulheres ou para os animais.
    Na verdade lé diziam prenha e não prenhe, mas o dicionário diz que prenha não existe a palavra correta é prenhe.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Só falta taxar o imposto dos sonhos e o do riso...para tem uma taxa para pagar
    bjs
    juliana

    ResponderEliminar
  4. Ainda não tiveram vergonha de prometer coisas para quando eles já não estiverem no governo.

    Até quando temos de os suportar...??

    ResponderEliminar
  5. Um belo sábado pra ti meu amigo...abraços.

    ResponderEliminar
  6. Rapidinho e bem explicadinho :)
    Beijão imenso em seu coração meu querido Eduardo!!!

    Verinha

    ResponderEliminar
  7. Estes vão enterrar-nos vivos, embora moribundos, salve-se quem puder que a coisa está preta.
    Um abraço
    Virgilio

    ResponderEliminar
  8. Um belo domingo e uma excelente semana pra ti meu amigo...abraços.

    ResponderEliminar
  9. Coitado do povo, como a gente sofre!

    Grande abraço!

    ResponderEliminar
  10. Voltei para um esclarecimento. Acredito que prenhe ou prenha seja tipico no Alentejo. Mas também era a palavra usual, na terra do Manuel, Carvalhais no concelho de S. Pedro do Sul, e na do cunhado Varandas, natural de Santa Cruz da Trapa, no mesmo concelho. Na terra da minha mãe (Lamego) não sei se era ou não a palavra usada na altura. Não tenho informações sobre isso.
    Um abraço

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010