segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

O GATO GAGO.

Um professor estava  explicando ciência para o quarto ano na
escola:
"Os seres humanos são os únicos animais que gaguejam"-disse
ele.
Uma inocente menininha levanta a mão e diz:
-"Eu tinha um gato que gaguejava."
O professor, sabendo como são preciosas algumas dessas histórias,
pediu à jovem aluna para relatar sua história.
"Bem-começou ela -eu estava no quintal com o meu gatinho
quando o cão Rottweier do vizinho
veio correndo e antes que eu percebesse, pulou a cerca para o nosso
jardim!"
"Então foi muito assustador..."-disse o professor.
"Meu gatinho se arrepiou todo e começou falar !FFF...FFF...
FFF...FFF...FFF...FFFF".
Pena que antes ele que pudesse dizer "Fudeu!", o Rottweiler comeu
ele...

9 comentários:

  1. rrsrsrs amei..morri de rir!!!
    mas tadinho do gatinho!!
    bj

    ResponderEliminar
  2. OBRIGADA FAZIA TEMPO QUE NÃO DAVA UMA GARGALHADA TÃO GOSTOSA, OBRIGADA TAMBÉM POR SEUS COMENTÁRIOS QUE SÃO SEMPRE DELICIOSAS INTERAÇÕES, BEIJOS LUCONI

    ResponderEliminar
  3. Bem, na casa daquela menininha a linguagem usada pelos adultos não devia ser nada recomendável!
    Aí o gato se fud... ficou gago!

    ResponderEliminar
  4. Muito boa essa do gato gago....kkkkk....abraços de bom dia pra ti amigo...

    ResponderEliminar
  5. Então é por isso que não podemos assustar as crianças, para terem tempo de as dizerem rápido, antes que os pedófilos se aproximem!

    ResponderEliminar
  6. Quando era pequeno, havia um gato da minha vizinhança que concerteza julgava que a minha casa era uma casa farta, e entrava pela «gateira» (que era um buraco nas portas que as casas de província tinham para os nossos gatos entrarem e saírem quando quisessem), ora este artista, devorava tudo o que apanhava, abrindo até armários, um dia apanhei a minha Mãe fora e combinei com os meus Amigos fazer uma espera ao intruso ladrão, deixámos o gajo entrar e tapámos a gateira, cada um munido da sua «arma de arremesso» atirá-mo-nos a ele como gato a bófe, só que o bicho não se amedrontou, e quem teve de cavar fomos nós, não ficámos gagos por pouco.
    Um abraço
    Virgílio

    ResponderEliminar
  7. Tiveram muita sorte, em ele não os arranhar a todos, porque tiveram tempo de fugir. A forma que tu e os teus companheiros usaram para o amedrontar não funcionou a vosso favor. Se tivessem deixado a gateira aberta ele saia sem lhes tentar fazer mal. Ele viu-se atacado teve que se defender!

    ResponderEliminar
  8. Um belo dia pra ti meu amigo...abraços...

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010