sábado, 21 de janeiro de 2012

"O CAUSA A DOR"!

«Tu que não és gentil»
Deixa viver, em paz, esta gente
Que partas mais cedo . . .
Também, não és figura de Abril
Repousa lá no «inferno» eternamente
Não impeças dos campos florir
Águas turvas discorrendo nos rochedos 
Pretende este povo poder sorrir
Não fazeis nossos olhos ledos
O que fazes não tem jeito
Das tuas palavras nefastas 
Do teu pensamento imperfeito
Que ao povo desagradas .

5 comentários:

  1. Eduardo
    Foi bom ter-me cruzado um dia aqui contigo.
    Amigo e poesia sempre ...sinto isso.
    um beijo

    ResponderEliminar
  2. Poesia me lembra os tempos em que eu estudava,parabéns é lindo!
    Desejo a ti um domingo abençoado!

    ResponderEliminar
  3. Que todos tenham o pleno direito de viver e ser feliz...abraços de boa semana pra ti meu amigo.

    ResponderEliminar
  4. Sua poesia é fantástica em qualquer tom, em qualquer tema, em qualquer situação, adoroooo!!
    Com carinho
    Hana

    ResponderEliminar
  5. Uma excelente semana pra ti meu amigo...abraços fraternos.

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010