segunda-feira, 7 de novembro de 2011

VÁ À BARDAMERDA SENHOR GOVERNADOR! ! !

Neste país há investigadores universitários que estudam todos os dias até altas horas da noite, que trabalham continuamente sem limites de horários, sem fins-de-semana e sem feridos. Há professores universitários que dão o seu melhor, que preparam cuidadosamente as suas aulas pensando no futuro dos seus alunos, que dão o melhor e sem limites pelas suas universidades. Há polícias que ganham miseravelmente, que não recebem horas extraordinárias, que pagam as fardas do seu bolso e para sobreviverem têm de prestar os serviços remunerados.
Toda esta gente e muita mais que poderia ser referida foi eleita como a culpada da crise, denunciada como gorduras do Estado, tratada como inutilidade social, acusada de ganhar mais do que a média, desprezada por supostamente não ser necessária para a direita se manter no poder. Mas há uns senhores neste país que ganham muito mais do que a média dos funcionários públicos, que têm subsídios extras para tudo e mais alguma coisa, que cumprem com incompetência as suas funções, que recebem pensões chorudas, que vivem do dinheiro dos contribuintes como todo o Estado, mas que não foram alvo de nenhuma das medidas de austeridade que até hoje foram aplicadas aos funcionários públicos. São os meninos e meninas do BdP.
Ainda as pessoas mal estavam refeitas do anúncio da pilhagem aos seus rendimentos e um tal Costa, governador do Banco de Portugal, vinha defender que as medidas deste OE deveriam prolongar-se para a além de 2014. Isto é, o senhor defende que os cortes se tornem definitivos. No mesmo dia a comunicação social informava que as medidas de austeridade aplicadas aos funcionários públicos não seriam aplicadas aos funcionários do banco de Portugal, o argumento para tal situação era o da independência do banco.
Mas se o Governo não pode nem deve interferir na gestão do BdP e o senhor Costa se comporta como um cruzamento entre a ave agoirenta e o Medina Carreira o mínimo que se espera é que ele dê o exemplo pois nada o impede de aplicar aos seus (incluindo os pensionistas do BdP)  a austeridade que exige aos outros. No caso do BdP  o senhor Costa não só estaria a adaptar as mordomias dos funcionários públicos e pensionistas do BdP à realidade do país como estaria a dar um duplo exemplo, um exemplo porque aplica aos seus a austeridade que exige ao outros e um exemplo porque chama os seus a responder pela incompetência demonstrada enquanto entidade reguladora de bancos como o BPN ou o BPP.
Porque razão um professor catedrático de finanças ganha menos do que um quadro do BdP, não recebe subsídio para livros como este e na hora da austeridade perde parte do vencimento e os subsídios enquanto o funcionário do BdP  não corta nada e muito provavelmente ainda recebe um aumento?
É por estas e por outras o senhor Costa não tem autoridade moral para propor o mais pequeno sacrifício seja a quem for e deveria abster-se de aparecer em público, este senhor só merece a resposta que lhe daria o saudoso Almirante Pinheiro de Azevedo, que vá à bardamerda.

9 comentários:

  1. Mandar o Sr.Carlos Costa (e outros como ele) bardamerda é mais do que eles merecem.
    Se um dia houver uma nova revolução e desta vez de armas na mão para disparar, estes senhores deviam ser fuzilados no Terreiro do Paço para exemplo de futuros políticos.
    Isso é que seria justiça e dar-lhe o pagamento que merecem pelo serviço que prestam à nação portuguesa.

    ResponderEliminar
  2. É isso mesmo Eduardo, carrega o municiador e quando houver ordens mete o dedo no gatilho, estás aí perto e não vais falhar o alvo, sob-pena de algum deputado fazer queixinhas e o Google cancelar o teu blog, mudar todos esses tachistas, ontem era tarde!

    ResponderEliminar
  3. Não vou referir as reformas dos Funcionários do Banco de Portugal, porque desconheço como são pagas e por quanto, mas quanto aos ex-administradores é publico que bastava andar por lá uns meses que tinham logo direito a uma reforma, e bem gorda, espera-se que o sr. costa não se esqueça destes.
    Estamos bem entregues.
    Um abraço
    Virgílio

    ResponderEliminar
  4. Como vai meu amigo espero que bem! Tenha uma excelente noite! beijos carinhosos

    ResponderEliminar
  5. O amigo Eduardo lembra-se daquela sátira política que foi usada em 75 ou 76?
    Se a memória não me falha chamava-se: O Cão da Social Democracia.

    Pois esse "Cão" é o responsável, segundo essa sátira, pela política que temos hoje!

    Se se lembrar diga-me se era este o Título que mencionei em cima.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  6. Acredito eu, que político, é raça ruim em qualquer lugar ou país! Que digam os nossos, aqui, no Brasil!!! Uma corja de aproveitadores e exploradores, deveriam estar todos amarrados no fundo de um rio!!! Beijos meu querido amigo, obrigada pelo comentário sempre especial e poético que você deixa no meu cantinho...Hoje você errou meu nome, não é Sandra, é Sonia, kkkkk Beijos.

    ResponderEliminar
  7. Que se vão e fiquem por lá...abraços de bom dia pra ti meu amigo..

    ResponderEliminar
  8. olá meu amigo, feliz por sua visita, não vou me casar nãokkkk
    Só uma poesia que estava passando por minha cabeça, quem sabe um dia! beijos carinhosos

    ResponderEliminar
  9. Um dia de paz e poesia pra ti meu amigo...abraços.

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010