quinta-feira, 17 de março de 2011

PORTUGAL É O PAÍS DA EUROPA ONDE OS HOMENS SE REFORMAM MAIS TARDE.

Portugal é o país da Europa onde os homens se reformam mais tarde, aos 67 anos e dois anos depois da idade legal de reforma,  segundo o relatório da OCDE Pencions at a Glance, hoje divulgado.

Para este cálculo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) utilizou a idade média de reforma efectiva entre 2004 e 2009 dos 30 paises que intregam a organização.
As mulheres portuguesas reformam-se aos 63,4 anos, antes  da idade legal, próximo da média dos seus parceiros comunitários.

Cerca de metade dos países da OCDE já aumentou a idade da reforma ou tenciona fazê-lo futuro próximo, segundo relatório.

"A idade  da reforma para as mulheres será aumentada em 18 paises e para os homens em países. Em 2015 a média da idade da reforma, para ambos os sexos, nos países da OCDE rondará os 65 anos", lê-se no documento.

Mas na maioria dos países da OCDE, as reformas ainda acontecem antes da idade da reforma normal, segundo demonstram os dados hoje divulgados.

É verdade que muitas pessoas se reformam antes dos 60 ou 65 anos de idade. No entanto para terem direito à reforma por inteiro, também, têm que ter feitos os descontos referentes aos anos exegidos por lei para usufruirem desse direito. Caso contrário recebem apenas o equivalente aos anos que descontaram.  Para a Caixa Geral de Aposentações, ou Segurança Social, conformes os casos.

Isentos de todas estas formalidades estão os políticos, os quais independentemente da idade ou descontos,  efectuados recebem  as reformas mesmo sem as requerem. Os responsáveis da Caixa Geral de Aposentações se encarregam de lhes comunicar.

Também não compreendo,  a  razão porque pretendem alargar as idades de reforma, porquanto há milhares de jovens no desemprego. Será que estão à espara que cheguem à idade da reforma para lhes dar emprego?

A política mais correcta não seria  empregar os jovens e reformar os mais velhos? Pagar subsídios para não trabalhar, e obrigar outros mais velhos a trabalhar, não me parece que a economia do país possa crescer.
Enquanto o país estiver entregue a meia dúzia de "artolas", bem podemos esperar que aconteça um milagre!

2 comentários:

  1. Muito bem caro amigo!
    Essa também é a minha ideia! Porquê a reforma para pessoas que já mal podem trabalhar, acabando até por vir a usufruir tão pouco tempo do que descontaram em mais de 40 anos, se tanto jovem está desempregado? Pois os Jóvens, ocupariam esses lugares, como era o primeiro emprego ganhariam menos, não tanto como um que já está à 30 e tal anos a trabalho, e o reformado, também, receberia menos. Aí sim! Então o estado ganharia mito com isso!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. A coisa está negra para todos, para os reformados, que após uma vida de trabalho vivem com o credo na boca sobre a ameaça de falência do sistema e não terem outro meio de subsistência que não a reforma, para os que estão a trabalhar, que tal como os reformados trabalham uma vida e não sabem se quando chegar a hora da aposentação ainda haverá dinheiro para lhe pagar.
    É caso para dizer: ao que isto chegou, que fizemos nós de errado para merecer este castigo?
    Um abraço
    Virgílio Miranda

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010