sábado, 31 de dezembro de 2011

O FIM!

ANO DE 2012
  O  princípio do fim
Do estado social
Nasceu com a revolução de Abril
Aqui em Portugal.
O actual executivo determinou assim
Anunciando a sua morte
Como as plantas no campo ou no jardim
Quando começam a florir
Desde o Sul até ao norte
Chega o temporal
Para  todas  destruir
Do que foi construído, enfim 
por um  povo governado à sorte!

sábado, 17 de dezembro de 2011

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

ARGUMENTOS

Para argumentos se inventam desculpas
Para não cumprir o que prometeu
De  canalha  intrusa  
Que em Portugal apareceu
Sem consideração pelas pessoas
Do país que governa
Não pretendendo dizer palavrão
Este governo é uma  perda
Começou com os cortes
Sem a plausível explicação
Contra a saúde se manifesta
Nessa área são mais fortes
Nas  introduções está com pressa
Desta forma não vai conseguir
Teimosamente, de sua ideia não arreda
Quando o povo a crise mais sentir
A economia em,  forte, queda
Com o desemprego a progredir
A quadrilha, satisfeita e, completa!

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

"CONSTRUÇÃO CEGA"


"FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS INCANSÁVEIS"
REFERENTE AO MEU COMENTÁRIO DE ONTEM
NO BLOG, O MUNDO DOS FUZILEIROS
Como o prometido é devido. Aqui estão duas imagens do viaduto «obra de arte» construído para fazer a ligação rodoviária Forte da Casa - Póvoa de Santa Iria, paralelamente com a Auto Estrado do Norte A1
Todavia, os responsáveis pela obra esqueceram-se de que não havia saída para a construção da rodovia
de ligação ao mesmo, como mostram as imagens expostas.
Para que te construíram
Viaduto sem saída
Seguimento não encontraram
Mais uma causa perdida
A uma barreira te encostaram
Descansa aí o resto de tua vida
Não te preocupes 
Nossa incompetência garantida
A referida obra dista da seda da junta de freguesia da Póvoa de Santa Iria, acerca 1500 metros.
Só depois do jornal O Mirante ter noticiado o histórico acontecimento.
O então senhor presidente desta junta de freguesia veio dizer que não tinha conhecimento da dita obra.
Como é possível um presidente, de junta de freguesia alegar o desconhecimento de obras na sua área de jurisdição?

domingo, 11 de dezembro de 2011

"GNR A CAVALO"

Numa aldeia, o pároco, e o comandante do posto da GNR,
com o posto de cabo, morreram no mesmo dia?
O cabo, por ter sido mau para o povo,
ficou preocupo, porque não teria lugar no céu!
Resolveu ir pedir ao senhor padre,
que pelos serviços prestados ao povo
 tinha lugar garantido no céu, assim o fez.
O pároco pessoa de bem o atendeu, dizendo
não tem qualquer problema, te vou levar comigo!
O cabo montou no padre e seguiram.
Quando chegaram bateram à porta, S. Pedro,
 pergunta quem é, responde o cabo, GNR a cavalo
entra o cavaleiro a besta fica lá fora!!!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

MUITO IMPORTANTE!!!...

A TODOS OS MEUS AMIGOS, FAMILIARES e CONHECIDOS...

Para todos aqueles que em 2011 me enviaram mails
dizendo que, se reenviasse, ia ficar rico ou milionário,
informo  que  NÃO FUNCIONOU!
Em 2012 por favor mandem dinheiro,
presentes ou vales de gasolina. Obrigado.
PS: Não aceito acções do BPN.
Não façam caso é brincadeira
Continuem mails a mandar
Foi esta a minha maneira
Que encontrei para os cumprimentar.

domingo, 4 de dezembro de 2011

NO PAÍS, CUJO GOVERNO NÃO SABE FAZER CONTAS DE DIVIDIR!

Não há margens nem folgas
Almofadas também não
Não temos governo nem normas
Sem sorte, temos mais que um aldrabão
Por falta de inteligência
Sem vontade e arrogante
Requintado lá na presidência
Julga-se um bom falante
Por não ter competência
Os problemas da nação resolver
Veio do lixo para a governação
Antes da lição aprender
Um professor sem saber
Seus alunos, a lição ensinar
Quem não sabe contas de dividir fazer
Falta-lhes sabedoria para um país governar.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

"O ASSALTO"?

ASSALTARAM A NAÇÃO!

Levaram o feriado do dia da Restauração
E também o  do dia da República
Para a justiça, não ligaram
Sem respeito pela Religião 
Levaram "corpo de Deus"
E Nossa Senhora da Conceição
Não encontraram pescas nem agricultura
Nos campos abandonados
Cresce a erva daninha
À indústria deixaram recados
Essa, arruinada, quase falida
Perdida pelas ruas da amargura
Fizeram ameaças à educação
Sem projectos para a cultura
Não deixaram solução.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

"O ESTRIPADOR"!

Estou, dizendo, com tristeza
Adeus ao dia da Restauração
Foi em 1640, uma certeza
A vitória de uma Revolução
1º. de Dezembro com alegria
De uma Nação à Espanha anexada
Seu povo com valentia
Das suas garras foi libertada
Hoje, como feriado Nacional, o último dia
Quando na televisão se ouvia
Que a polícia tinha prendido o estripador
Todo o sentido faria
Neste país, de outros continentes, descobridor
Se o principal não andasse a monte
Falar contra os políticos, em prosa ou poesia
Disso, meu pensamento está distante!..

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

"PENA DE MORTE"

PARA 2012, ORÇAMENTO DO ESTADO
Apresentado no Parlamento
"Em pena de morte transformado"
Pela maioria  arrogante
Diziam  que tinha sido abolida
Afinal não era verdade
Pela maioria não esquecida
Sempre mostraram sua vontade
Foi, hoje, ao povo devolvida
Este,  governo, transformou 
Sua  teoria em realidade
Aquela que em Portugal matou
Que pretende acabar com a liberdade
Que, hoje, no parlamento,  a  maioria aprovou.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

O AVÔ É O MAIOR!

A família esteva à mesa a almoçar.
Os garotos resolveram gozar com o avô
e meteram-lhe um viagra no café.
Passados uns minutos, o avô levanta-se 
e anuncia que precisa de ir ao WC.
Quando regressa, passados uns minutos,
tem as calças ensopadas. . .
- Que é que aconteceu, avô?
- Sinceramente, não faço ideia. . . 
- Precisei de fazer xixi. tirei a pila para fora,  
vi que  não era a minha
e voltei a pô-la para dentro.

sábado, 26 de novembro de 2011

NOVA POLÍTICA !

ANTES DA POSSE

O nosso partido cumpre o que promete.
Só os tolos podem crer que
não lutaremos contra a corrupção.
Porque, se há algo certo para nós, é que
a honestidade e a transparência são fundamentais.
para alcançar os nossos ideais.
Mostraremos que é uma grande estupidez crer que
as máfias continuarão no governo, como sempre.
Asseguramos sem dúvida que
a justiça social será o alvo da nossa ação.
Apesar disso, há idiotas que imaginam que
se possa governar com as manchas da velha política.
Quando assumirmos o poder, faremos tudo para que
se termine com os marajás e as negociatas.
Não permitiremos de nenhum modo que
as nossas crianças morram de fome.
Cumpriremos os nossos propósitos mesmo que
os recursos económicos do país se esgotem.
Exerceremos o poder até que
Compreendam que
Somos a nova política.

DEPOIS DA POSSE
BASTA LER O MESMO TEXTO,  DE BAIXO PARA CIMA.
Autor desconhecido.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

DOS 20 AOS 30:

CAÇAS MILITARES

Sempre a postos 7 dias por semana.
Ataca qualquer objectivo
Capaz de executar várias missões
mesmo quando separado
por curtos intervalos de tempo.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

CONTRARIADO!

Leva na cabeça o fartote
O povo leva porrada
 Funcionalismo  público o corte
Governo de tesoura afiada
Segue à frente do pagode

Trabalha  de  boca calada
Rosto, de pele, franzido
Vai à frente da manada

Continua contrariado
Que dá lugar à  tortura
Corre nas veias sangue puro
  Pela  Pátria  lutámos com bravura!

terça-feira, 22 de novembro de 2011

ADEUS REGALIAS!

Quase descalço vai  para o trabalho
O português trabalhador
De estômago vazio e pouco agasalho
Transporta no peito a sua dor
Nos bolsos não leva cascalho
Suas mãos não têm habilidade
Para mexer no que não é seu
Vai sendo afastado da liberdade
Muitas regalias já perdeu
Em nome da crise diz, o governo
Pretender com alguns feriados acabar
Desculpas, já as previa
Das intenções fascistas
Inventadas por governos golpistas
Que não esquecem
As doutrinas Salazaristas.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

POEMA DA QUECA

**Todos fodem  neste mundo
Num capricho derradeiro.
E o dando do dentista 
Fode  a mulher do padeiro.

**O Passos, depois de eleito,*****

*Tornou-se um bom fodedor
O Cavaco põe-se a jeito...*****

*Fode o trabalhador.*****

*** O Ministro fode o deputado**
Este fode o eleitor.*****

*O médico fode o azarado,*****
*Que está doente ou com dor.*****

*Até o Duarte Lima****

*Que é um santo advogado,*****

*Fodeu a tal Rosalina*****

*Por os milhões lhe ter roubado.

Parece que a natureza
Vem a todos nos dizer,
Que vivemos neste mundo
Somente para foder.

E você, meu nobre amigo
Que agora está-se a entreter,
Se não gostou da poesia 
Levante-se e vá-se foder!

Autor desconhecido - Também, pudera...se fosse conhecido, tava fodido!****

sábado, 19 de novembro de 2011

POLÍCIAS AMEAÇADOS POR DIZEREM AS VERDADES!

DIRECTOR NACIONAL  DA PSP AMEAÇA.
Polícia, ameaça policias
Porque será?
Alguma coisa tenta esconder
Sem competência não saberá
Mas sabe ameaças fazer
Aos agentes que falam verdade
Porque a situação não quer resolver
Soube sim seu ordenado promover
Às  escondidas 
Metidos dentro dos gabinetes
Defendendo, somente, o seu bem estar 
Medidas em defesa dos seus agentes
Só com castigos os  sabe ameaçar
Eles tentam,  tudo por tudo
Para aos tempos do fascismo regressar.
Ainda  não estão contentes 
Com o muito já ganhar
Querem mais, e colocar correntes
Para os agentes mais fácil  dominar

terça-feira, 15 de novembro de 2011

FALSIDADES.

São muitas as falsidades
Ferem mais que as mentiras
Vão-nos tirando as liberdades
Iludem-nos com suas cantigas
Não nos deixemos iludir
Todos juntos, nossa luta, continuar
Promessa de político é mentir
Para o nosso votar arrecadar
Chega, não podemos mais permitir
Só o povo pode a política mudar
E dos seus direitos não prescindir
Para mais pobre não ficar
Ameaças estão a vir
Do poder governamental
Eles continuam a progredir
Alegando o nome de Portugal.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

"MATUMBO"

Palavra a designar, para quem não é inteligente
Não sabe governar, decide sem pensar
Veio, para, ao povo roubar
Não se importa de prejudicar
Por tirar o pão a muita gente
Só um "matumbo", assim, pode proceder
Para uma dívida liquidar
De quem não tem culpa fazer
Uma divida, que não fizeram, pagar
Irredutível continua
Parece duas palas ao lado de cada olho ter
É assim que aos burros se faz, para só frente ver
Que haja alguém para o instruir
Antes que seja tarde demais
Se o povo o consentir
A pagar mais impostos continuais.
Não serão para pagar a dívida
São para eles terem,  muito,  mais
E, sempre, melhores condições de vida.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

A VITÓRIA LIBERAL

A luta entre miguelistas e liberais não se travava só com armas
-também com...cantigas, que talvez tenhas interesse em conhecer.
São inúmeras as canções dessa época em que se defendem os
do mesmo partido e se atacam os do contrário, como nestas:

«D. Miguel chegou à barra, 
Sua mãe lhe deu a mão:
-Anda cá, meu querido filho,
Não queiras Constituição.

Rei chegou,
Rei chegou.
Em Belém
Desembarcou
Em Belém
Desembarcou

É certo, e mais que certo,
D. Miguel ser nosso rei.
É certo e mais que certo
Que assim é que manda a lei»
Ou  então:
»Para espalhar a fome,
Uma moda se inventou:
Quanto mais a fome aperta,
Mais se canta o Rei-chegou»
Ou:
«Com Maria a justiça, a Clemência
Veja o Tejo ao seu trono subir;
E do povo as legais liberdades
Com a Carta de novo florir»
Ou:
«Viva, viva, viva Pedro,
Viva a santa religião, 
Viva Maria segunda,
Liberal Constituição»

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

VÁ À BARDAMERDA SENHOR GOVERNADOR! ! !

Neste país há investigadores universitários que estudam todos os dias até altas horas da noite, que trabalham continuamente sem limites de horários, sem fins-de-semana e sem feridos. Há professores universitários que dão o seu melhor, que preparam cuidadosamente as suas aulas pensando no futuro dos seus alunos, que dão o melhor e sem limites pelas suas universidades. Há polícias que ganham miseravelmente, que não recebem horas extraordinárias, que pagam as fardas do seu bolso e para sobreviverem têm de prestar os serviços remunerados.
Toda esta gente e muita mais que poderia ser referida foi eleita como a culpada da crise, denunciada como gorduras do Estado, tratada como inutilidade social, acusada de ganhar mais do que a média, desprezada por supostamente não ser necessária para a direita se manter no poder. Mas há uns senhores neste país que ganham muito mais do que a média dos funcionários públicos, que têm subsídios extras para tudo e mais alguma coisa, que cumprem com incompetência as suas funções, que recebem pensões chorudas, que vivem do dinheiro dos contribuintes como todo o Estado, mas que não foram alvo de nenhuma das medidas de austeridade que até hoje foram aplicadas aos funcionários públicos. São os meninos e meninas do BdP.
Ainda as pessoas mal estavam refeitas do anúncio da pilhagem aos seus rendimentos e um tal Costa, governador do Banco de Portugal, vinha defender que as medidas deste OE deveriam prolongar-se para a além de 2014. Isto é, o senhor defende que os cortes se tornem definitivos. No mesmo dia a comunicação social informava que as medidas de austeridade aplicadas aos funcionários públicos não seriam aplicadas aos funcionários do banco de Portugal, o argumento para tal situação era o da independência do banco.
Mas se o Governo não pode nem deve interferir na gestão do BdP e o senhor Costa se comporta como um cruzamento entre a ave agoirenta e o Medina Carreira o mínimo que se espera é que ele dê o exemplo pois nada o impede de aplicar aos seus (incluindo os pensionistas do BdP)  a austeridade que exige aos outros. No caso do BdP  o senhor Costa não só estaria a adaptar as mordomias dos funcionários públicos e pensionistas do BdP à realidade do país como estaria a dar um duplo exemplo, um exemplo porque aplica aos seus a austeridade que exige ao outros e um exemplo porque chama os seus a responder pela incompetência demonstrada enquanto entidade reguladora de bancos como o BPN ou o BPP.
Porque razão um professor catedrático de finanças ganha menos do que um quadro do BdP, não recebe subsídio para livros como este e na hora da austeridade perde parte do vencimento e os subsídios enquanto o funcionário do BdP  não corta nada e muito provavelmente ainda recebe um aumento?
É por estas e por outras o senhor Costa não tem autoridade moral para propor o mais pequeno sacrifício seja a quem for e deveria abster-se de aparecer em público, este senhor só merece a resposta que lhe daria o saudoso Almirante Pinheiro de Azevedo, que vá à bardamerda.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

JOÃOZINHO NO CONFESSIONÁRIO!!!

No confessionário, chega o pequeno (mas nosso velho conhecido) Joãozinho que confessa:
-Senhor Padre, eu pequei. Fui seduzido por uma mulher casada que se diz séria.
-És tu, Joãozinho?
-Sou, Sr. Padre, sou eu.
-E com quem estiveste tu?
-Padre, eu já disse o meu pecado. . .Ela que confesse o dela.
-Olha, mais cedo ou mas tarde eu vou saber, assim é melhor que me digas agora. . .!
-Foi a ISABEL da farmácia?
-Os meus lábios estão selados - disse Joãozinho.
-Então foi a MARIA do quiosque?
-Por mim jamais o saberá. . .
-Ah! Ou não terá sido a MARIA JOSÉ florista?
-Não direi nunca!!!
-Já sei, só pode ter sido a MANUELA da tabacaria!
-Senhor Padre, não insista!!!
-Vamos lá acabar com isto! Foi a CATARINA da pastelaria, não foi?
-Senhor Padre, isto não faz sentido.
O Padre rói as unhas desesperado e diz-lhe então:
-És um cabeça dura, Joãozinho, mas no fundo do coração admiro a tua reserva. vai então rezar vinte Pais-Nossos e dez Avé-Marias. . . Vai com Deus, meu filho. . .
Joãozinho sai do confessionário e vai para os bancos da igreja. O seu amigo Manecas desliza para junto dele e sussurra-lhe: 
-Então? Conseguiste a lista?
-Consegui. Já aqui temos o nome das mulheres casadas que "facilitam"!!
Moral da História:
O PLANEAMENTO ESTRATÉGICO COMEÇA COM A ANÁLISE DO MERCADO.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

VIRADO DO AVESSO?

Começando por recordar a deslocação do então primeiro-ministro José Sócrates, à Alemanha, levando em segredo o PEC 4, para negociar com  a Chanceler Ângela Merkel.
Passos Coelho, na altura na oposição não gostou da ideia. Pelo facto de Sócrates ter feito a comunicação da Alemanha, tendo por isso recusado dar o seu apoio.
Este por sua fez, sem o apoio do PSD, não tinha condições  para, poder, continuar a governar. Facto que o levou a apresentar pedido de demissão junto do  Presidente da República, que por sua fez convocou eleições antecipadas.
Cujo o partido vencedor foi o PSD, e o seu líder, Passos Coelho, eleito primeiro-ministro, apressadamente, começou a virar do avesso muitas peças que, ainda, se encontravam, dobradas, dentro das gavetas!
Pondo em prática medidas de austeridade, talvez, mais severas do que aquelas, com as quais não havia, antes, concordado.
"Seus parolos". Caíram que nem patinhos! "Agora vão pagar as favas!" e bem caras! Há poucos dias deslocou-se ao Paraguai, de onde comunicou que neste mês de Novembro irá renegociar, com a Troika, a dívida externa do país. Fazendo do mesmo modo que Sócrates, antes, tinha  feito. Onde está a moral destes políticos?
António José Seguro, líder do PS, de imediato reagiu à comunicação de Passos, atirando alguns pedras. Coelho aos ZIG-ZAG, tentando se desviar, o que não era necessário visto que o arremesso das mesmas não tinham como intenção acertar.
Faz lembrar dois malucos internados no Hospital Júlio de Matos. Um deles pegou uma faca e disse para o outro toma e corre atrás de mim até ao fundo do corredor. Assim fez, chegados ao fundo do corredor, o que pegava a faca, diz para o outro toma tu agora e corre atrás de mim.
As pessoas que assistiam, se mostravam muito preocupadas com  o que poderia acontecer. Eles disseram não se preocupem foi só para os enganar!

terça-feira, 1 de novembro de 2011

SOBRE AS PRIVATIZAÇÕES

". . .Privatize-se tudo, privatize-se o mar e o céu, privatize-se 
a água e o ar, privatize-se a justiça e a lei, privatize-se 
a´nuvem que passa, privatize-de o sonho,  sobretudo 
se for o diurno e de olhos abertos.
E finalmente, para florão e remate de tanto privatizar,
privatizem-se os Estados, entregue-se por uma vez
a exploração deles a empresas privadas, 
mediante concurso internacional.
Aí se encontra a salvação do mundo. . ."
JOSÉ SARAMAGO

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

EXCEPÇÕES.

Nunca tinha ouvido falar assim
De tantas excepções
Pensando bem não causa admiração
 Comissão Europeia, um  Cherne na presidência
Na Madeira um jardim
Em Portugal um Passos sem consciência
Passa  daqui  para ali
Tira deste lado  passa para  acolá
Mas que grande é a confusão 
A transparência por onde andará
Escondida, em segredo para não ser encontrada
Perito, em confusões, aparece
  Acaba da silva, renovado na República
Para dizer atenção ao equidade fiscal
Surgem diversas opiniões
Aos silêncio se submeteu
Com as suas já conhecidas manhas
Sabendo, Passos que pode contar com o seu aval
Vai com passos subtraindo
Os tostões e somando aos milhões
Dizem por aí que Portugal está no caminho certo
Palavras ditas por quem desconhece
Em sucesso histórico falado
Que o seu povo empobrece
Obrigando-o a seguir pelo caminho errado
Fala, nada diz, melhor seria ficar calado
Melhor do que isso não sabe fazer
Mas, pensa ter razão
Sua meta é, o povo para a miséria, empurrar
E, talvez, à fome e com  porrada o querer vencer
Mas, que grande "fartote"  de decepções

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

TROIKA

Troika-Kontrolle-o mealheiro por favor!!!
Vejam para onde vão os nossos subsídios...

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

DA ALEMANHA PARA PORTUGAL!

Esta foi enviada por um amigo, alentejano, a residir na Alemanha  da Chanceler Ângela Merkel, para fazer concorrência ao "Tintinaine", à sexta-feira, ao António Querido à segunda-feira e eu à quarta-feira. Foi ele que recomendou. Que bom é ter amigos verdadeiros, que mesmo estando longe não se esquecem de nos enviarem os melhores presentes!

terça-feira, 25 de outubro de 2011

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.


Imagens do almoço convívio dos ex-militares-combatentes, do Batalhão de Caçadores 598, os quais  cumpriram comissão de serviço militar em Moçambique nos anos 1963/1966. Acompanhados dos seus familiares em confraternização  realizada no dia 08 de Outubro de 2011, no Restaurante Litoral, em Matos da Ranha Pombal.

DECRETO-LEI Nº. 496/80 DE 20 DE OUTUBRO

Leiam com atenção e divulguem o senhor Passos Coelho com o apoio do senhor Cavaco Silva estão a cometer uma ilegalidade, estão fora da lei, portanto é inconstitucional o que pretendem fazer, temos que alertar o Tribunal Constitucional.

DECRETO-LEI Nº. 496/80 DE 20 DE OUTUBRO
(. . .)
O presente diploma vem regular de forma sistemática a atribuição dos subsídios de férias e de Natal ao funcionalismo público, satisfazendo uma necessidade que já se fazia sentir à data da publicação do Decreto-lei nº. 204-A/79, de 5 de Julho.
(. . .)
CAPÍTULO  IV
Disposições finais
Art. 17º. Os subsídios de Natal e de férias são inalienáveis e impenhoráveis.
Visto e aprovado em Conselho de Ministros de 30 de Julho de 1980.
-Francisco Sá Carneiro.
Promulgado em 10 de Outubro de 1980.
Publique-se
O Presidente da República,
António Ramalho Eanes.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

ABDICAÇÃO FORÇADA

SECRETÁRIO DE ESTADO DAS COMUNIDADES TAMBÉM ABDICOU DO SUBSÍDIO DE ALOJAMENTO.
O Secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, também decidiu abdicar do subsídio de alojamento, tal como o ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, que já tinha comunicada a mesma intenção.
Coitados, ambos com casas em Lisboa ou na zona de Lisboa, às portas do local onde deveria trabalhar honestamente, o que por vezes não acontece. Pretendiam sacar mais 1400.00 euros mensais. Dinheiro esse proveniente dos sacrifícios impostos aos trabalhadores, pensionistas e reformados pelo governo de Passos Coelho.
Como estes há muitos mais que só o farão quando lhe descobrirem a "careca". Por enquanto vão-se mantendo no anonimato, até que os meios de comunicação social, os descubram. Até lá irião receber o que deveria ser distribuído a quem por direito pertencer.
Alegam que o recebiam por direito na lei consagrado. Acredito, todavia os subsídios de férias e de natal dos funcionários públicos, também havia sido por lei consagrados direitos dos trabalhadores da função pública. 
Tendo o senhor Primeiro Ministro sem que primeiro os tivesse consultado. Optado pelo seu corte, na totalidade, nos próximos dois anos 2012 e 2013, e com que direito o fez?  Então por que motivo deveriam os senhores continuar a receber esses subsídios sem justificação? Continuamos a viver no país onde continuam a não serem aplicadas as leis da justiça social, como direitos da igualdade, para todos os cidadãos que vivem à "sombra" da Bandeira da Quinas.

domingo, 23 de outubro de 2011

O MONSTRO

O  QUE É MONSTRO PORTUGUÊS
São os professores
Não são os grandes senhores
São os Serviços de Saúde
Onde trabalham, enfermeiros e doutores
Que tratam dos doentes
Não são os que gastam milhões
Na compra de carros de luxo, afinal
São os funcionários públicos que não vão receber
Nos próximos dois anos os subsídios de férias e de natal
Pelos seus direitos lutadores
São os pensionistas e reformados 
Não são os que recebem subvenções vitalícias 
Que somam milhões
São os pobres que recebem apenas alguns tostões
Não são os que recebem subsídios de alojamento 
Em suma 
São  todos aqueles que trabalham honestamente
Para o sustento dos políticos e outros traidores 
Não são os corruptos 
Nem aqueles que não declaram os milhões
São aqueles que pagam as contribuições 
São os pobres trabalhadores e os professores
Que andam de um lado para o outro aos trambolhões 

sábado, 22 de outubro de 2011

D . N. OPINIÃO

COM CAVACO SILVA É MAIS NINA ANTIPESSOAL
por FERREIRA FERNENDES

Os presidentes da República têm um poder, derrubar o Governo, a que os noticiários chamam "bomba atómica". O termo é ridículo e, diga-se ligo, o actual primeiro-ministro, Passos Coelho, não vai tornar-se uma Hiroxima. Primeiro, porque é da mesma cor política do actual Presidente e, sobretudo, porque não vai com o carácter de Cavaco usar uma arma tão definitiva. Cavaco Silva, a ser qualquer coisa explosiva, é mais mina antipessoal. Como sabem, o próprio destas armas (nas mais sofisticadas) não é matar. A mina antipessoal tem a dose de explosivo que não faz desaparecer a vitima (que rapidamente seria esquecida) mas que só estilhaça uma perna. Passeando-se, ela e as muletas, a vitima transforma-se em propagandista de quem pôs a mina "Vejam na minha desdita como ele é forte. . ."Pois Cavaco é assim,uma mina aqui, um recado ali, com uma perfídia pelo meio. Uma sua vitima não é um morto; é a prova de vida, dele, Cavaco. Esta semana , foi mais uma vez  dessa arma que ele fez uso. Minou o Orçamento de Passos Coelho, concluíram alguns. Mas não, minou foi pessoalmente Passos Coelho. Sobre o acontecer, não muda nada: o corte dos subsídios vai passar (se fosse para não passar, uma conversa privada em Belém teria resolvido) sobre o que tudo acontecer. Portugal que precisa de ser governado volta a ter, pairando, a sombra de Cavaco Silva. Acreditem, é pior que a perda de três subsídios.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

INVENÇÃO

Nova máquina inventaram
Para o lixo separar
Em Portugal a instalaram
Sabem quem foi o seu inventor
Um estupor que do lixo recambiaram 
Brevemente vai ser testada
Pelo técnico Principal
Poder ou não ser aprovada
Mas quem foi o inventor afinal
Com patente rconhecida
No sector empresarial
Entendido em separar
No próximo ano posta à prova
Ainda antes do Natal
Vai a separação começar
A nova técnica a funcionar
Para o lixo, mais lixo  destruir
O lixo, menos lixo reciclar
Vejam que merda de invenção
Inventaram para o lixo, do lixo separar!

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

O PINTO DO PADRE

A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO CORRETA

O vigário de um vilarejo tinha um pinto como mascote, o Valente.
Certo dia, o pinto Valente desapareceu, e ele achou que alguém o havia roubado. No dia seguinte, na missa, o vigário perguntou à congregação : 
-Alguém de vocês aqui tem um pinto? Todos os homens se levantaram.
-Não, não, disse o vigário, não foi isso que eu quis dizer, o que eu quero saber é se algum de vocês viu um pinto?
Todas as mulheres se levantaram.
-Não, não, repetiu o vigário. . .o que eu quero dizer é se algum de vocês viu um pinto que não lhes pertence.
Metade das mulheres se levantou.
-Não, não, disse o vigário novamente muito atrapalhado.
-Talvez eu possa formular melhor a pergunta:
-O que eu quero saber é se algum de vocês viu o meu pinto?
Todas as freiras se levantaram.
-Aí o padre desistiu.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

D.N. OPINIÃO

 por Pedro Tadeu - SOMOS GOVERNADOS PELO HOMEM DO LIXO
Se  nos dermos ao trabalho de ler ocurriculum de Pedro Passos Coelho, constatamos, para além da vida política , está lá alguma experiência empresarial com cargos sucessivos de director administrador e presidente fundamentalmente, em empresas de tratamento de resíduos.
Tratamento de resíduos é um nome modernaço, e embrulhado com a fita garrida da defesa do ambiente, para identificar a prosaica recolha de lixo. Ou seja, o primeiro-ministro é o homem do lixo.
Poderia-mos dizer, depois do anuncio do saque ao contribuinte, que o próprio fez na televisão para explicar o próximo orçamento do estado (OE), que só quem está habituado a fazer um trabalho sujo estaria disposto àquele difícil papel.
É possível pensar que aquele homem sente a redenção das mesma missão visionária do presidente da Câmara de Paris que, no final do século XIX, enfrentou multidões a exigirem  manter o direito de deitar no meio da rua o lixo que faziam em casa, em vez de se sujeitarem a um sistema de recolha.
Uma terceira hipótese é a de país ter acumulado tanta porcaria que só um especialista em lixo será capaz de proceder, com eficácia à limpeza.

domingo, 16 de outubro de 2011

O PARTO DA PUTA

O cara está preso na delegacia, todo arrebentado. . . . O  advogado comparece para libertá-lo, e pergunta o que havia acontecido
O cliente começa a explicar: - Bem, eu estava passando na rua e de repente, vi um monte de gente correndo.
Estavam socorrendo uma prostituta, que acabava de dar a luz a um lindo menino. Solidário, comprei um pacote de fraldas para presentear a prostituta. Então, um PM, com 2 metros de altura se aproxima, e vendo o pacote de fraldas nas minhas mãos, perguntou: - Pra onde vai isso? Eu respondi : - Vai pra puta . . . que pariu. . . .
Depois disso, não me lembro de mais nada, mas já estou conseguindo abrir um olho ! ! !
**O POBRE QUANDO QUER SER SOLIDÁRIO SEMPRE SE FODE.

sábado, 15 de outubro de 2011

JOÃOZINHO E MARIAZINHA

A Professora pergunta: "Joãozinho, o que você quer ser quando crescer?"
-"Eu quero ser bilionário. Quero ir à boate mais cara, pegar a puta mais cara, dar um carro de $500.00 para ela e uma mansão em Londres. E você Mariazinha? -"Porra, eu quero ser a puta."

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

O NATAL ESTÁ A CHEGAR

O Natal está à porta, pelo que começa a ser tempo para se dar início à necessária preparação. Face ao corte verificado no subsídio de Natal, resolvi oferecer a todos os meus Amigos e Amigas um quadro alusivo á época festiva. . . . . 

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

FUTURO

O futuro me assusta
A pensar nas crianças
 Governação desajustada
Em nome das Finanças
Despedimentos sem colocação
Como pensa o senhor resolver 
Sem qualquer preocupação
Das pessoas não quer saber
Governa sem orientação
Seu  respeito pretende impor
Alterações na Nação
Como pensa, é errado, senhor
Se não sabe, procure, a razão
Pense bem no que pretende fazer
Não queira injustiças praticar
Porque as não irá vencer
Pior do que encontrou, irá deixar.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

PRETO E. . . . . . . . . .

Uma professora da uma aula aos seus alunos sobre diferenças entre os ricos e os pobres.
A Júlia levanta o dedo:
- O meu pai tem tudo: televisão, telescópio, DVD...
- Tudo bem, diz a professora, mas será que tem um barco?
A Júlia reflete  e diz:
- Bem, não...
- Estás a ver é  como eu disse, não podemos ter tudo.
- Professora, disse o Artur. O meu pai tem tudo: ele tem  TV, telescópio, DVD, barco...
- Sim responde a professora, mas será que ele tem um avião particular?
Depois de refletir, Artur responde:
- Bem, não...
- Estão a ver que não se pode ter tudo na vida, disse a professora.
O Joãozinho levanto o dedo e diz:
- O meu pai agora tem tudo, pois no sábado passado, quando a minha irmã lhe apresentou o namorado PORTISTA e PRETO, o meu pai disse:
- PUTA QUE PARIU !!!!ERA SÓ O QUE ME FALTAVA!!!

terça-feira, 11 de outubro de 2011

"CEGA DECISÃO"

Apelo. Senhor primeiro-ministro
Seja inteligente
Não queira o IVA, na restauração aumentar
Porque pretende, arrecadar, mais dinheiro
Para a dívida liquidar  
O senhor está enganado
Porque vai mais miséria causar
Empurrando para o desemprego
Muitos restaurantes irão fechar
Com o IVA a vinte e três por cento
Em vez de ganhar, vai perder
Como está deixe continuar
Para mais dinheiro receber
O senhor está enfeitiçado
Saiba as contas bem fazer
Se mais desemprego causar
E menos, dinheiro, receber
Sem dinheiro para lhes pagar
Como é que essa gente poderá viver?
Irá roubar?
Mais polícias para os prender?
À prisão vão parar
Não os manda matar
Mas, cegamente, continua
Seus direitos tirar
Alguns não irão sobreviver
Gastaria de poder, nas boas intenções
Do senhor acreditar
Responda se souber, o país governar!

domingo, 9 de outubro de 2011

CONVÍVIO


2011, 8 DE OUTUBRO
CONVÍVIO DE EX-MILITARES 
DO BATALHÃO DE CAÇADORES 598
ACOMPANHADOS DE SEUS FAMILIARES.

Em ambiente harmonioso
Da ausente quantidade
Confraternizar num almoço
 Com a presença de qualidade
Estou a referir-me  àqueles
Que estiveram presentes
Cujo o seu nome a seguir
 vou mencionar

Fresco, Oliveira e Gualdino
Artur, Eduardo e Joaquim
Ilídio  (chora) e Queimado
Loio, Marto  (fatinha) e Saraiva
Manuel Ilídio e América Carvalho
Pedro e Paulo o (homem da Gaita)
Morais e Virgílio Guardalina,  de Leiria
Toito e o Victor de Passos de Brandão
Não faltou o Pinto da Figueira
Com a presença feminina
Num convívio à maneira
Em mais uma confraternização.
Com esperanças de um melhor futuro
Do passado e do presente
Todos falaram
Houve um minuto de silêncio
Em memória
Dos que em nome da Pátria
Partiram e não voltaram 

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

BOM FIM DE SEMANA, PENSE E RESPONDA!

No prado do Alentejo, um moço guardava ovelhas.
Um indivíduo passou por ele, e disse adeus ó! rapaz das vinte ovelhas, O moço respondeu, para serem vinte tinham que ser estas, outras tantas como estas e ainda outras tantas como a metade destas!
Quantas ovelhas guardava o moço?

Um criador de animais tinha uma cabra, um lobo e uma couve. Na deslocação de uma para outra propriedade tinha que atravessar um rio, cuja passagem uma ponte muito estreita. Só podia levar uma coisa de cada vez.
Se deixasse o lobo com a cabra, o lobo comia a cabra, se deixasse a cabra com a couve, a cabra comia couve.
Ele conseguia passar as três coisas, sem que lobo comesse a cabra, e sem que cabra comesse a couve.
Como é que conseguiu?

Na frase "a minha mulher está grávida", em que tempo está o verbo estar?

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

PÊNISCÓPIO

Tenha cuidado com a sua alimentação, para sempre que desejar ver seu pelirau, não seja necessário o uso desta nova tecnologia.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

A REPÚBLICA

Que república é esta
Seu nome que lindo é
Que bom ouvir cantar o fado
Por Maria da Fé
Discursos de pouco clamor
proferidos por gente conhecida
Movida pelo vapor
Anda devagar a locomotiva
Vai a passo de Coelho
Para Bruxelas a marchar
À procura de um engenho
Para com a Tróika negociar

terça-feira, 4 de outubro de 2011

"O PASSARINHO"

"Homem tem ovo sem casca
Procura lugar para seu ninho fazer
Tem  passarinho sem asa
Que à  passarinha  dá prazer
Para fazer seu ninho
E seu ovo não gorar
Precisa de lugar quentinho
Para seu ovo chocar"

PRO DIA NASCER FELIZ!!!

Bicho infeliz o Homem...
Tem peito sem leite,
Ovos sem casca,
Passarinho sem asa,
Saco sem dinheiro.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

ACONTECEU.

Uma noite na esperança
Um grupo de militares
Por sorte não houve matança
Real, não imaginação
Acontecimento do passado
Diziam que era obrigação
Defender a Pátria o soldado
Numa caçada
sem experiência
Por um Leopardo 
Foram atacados
Esteve em iminência
A morte
Mas com sorte
Foi numa noite
Em  Moçambique 
Lá no norte.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

REALIDADES!...

Por causa da política
Muitas pessoas se deixam iludir
Com promessas de enganar
Quem governa sem saber
Os dinheiros, públicos, gerir
Incompetentes no cargo
Há quem diga que se deveriam demitir
Também sou da mesmo opinião
Por terem feito muitas asneiras
Durante a sua má governação
Haverá mais impostos 
Serão estas as maneiras
Para a dívida saldar.

sábado, 24 de setembro de 2011

ALMOÇO CONVÍVIO.

Estes amigos fui cumprimentar
Que, pessoalmente, não conhecia
Juntos, com nossas mulheres estivemos a almoçar
Em paz com saúde e alegria
Foi, hoje, em determinado lugar
A todos, o meu muito, obrigado pela vossa simpatia
Lá estivemos reunidos
Carlos Manuel  Silva, "Tintinaine", foi o seu autor
 Navegaram  por mares, rios e lagos, até então, desconhecidos
Eles  foram Marinheiros-Fuzileiros do Minho a Timor

terça-feira, 20 de setembro de 2011

MEDRONHEIROS.

    
Ontem, andei pelo Parque das Nação, e lá descobri alguns medronheiros carregados de frutos quase maduros. Pensei em fotografá-los e colocar aqui as imagens. Não para imitar o Virgílio, com as suas observações. Mas transmitir a quem não sabe, a existência  dos referidos medronheiros, junto aos pilares do viaduto da Ponte Vasco da Cama,  que atravessa o Rio Tejo. 
Esta é a Ponte Vasco da Gama, que todos já conhecem, pelo menos através de imagens. Talvez não conheçam é aquela mancha negra. Vou colocar outra imagem para se poder ver melhor.
Aqui está ela. Quando a maré está cheia, esta merda fica escondida, quando está baixa, fica toda à mostra. São esgotos a levarem merda para o Rio Tejo. 

sábado, 10 de setembro de 2011

PALAVRAS!

Das palavras à acção
Fica um espaço vazio
Homens sem convicção
Falam do novo desafio
Tristemente, não sabem
 culpas não querem admitir
Ignoram a mensagem
Vão dizendo a referir
Falam da Madeira
E não do Continente
Como se fosse brincadeira
Pode ser muito inteligente
De uma ou de outra maneira
Toda aquela classe mente.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

A SEMENTE!

A semente importada
Quem foi que a semeou
Na terra não adubada
Muita dela não germinou
Tem que ser devolvida
Foi fraca a produção
Uma aqui outra acolá
 Pouca semente germinada
Todos dizem ter razão
Pior do que foi oxalá
Da semente à terra lançada
Na altura da colheita
Para a sua restituição
Não chega,  a que foi encontrada

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

POR ONDE ANDARÁ?

Procuro não encontro
Explicação, entender
De tanto desconto
Para alguns enriquecer
São muitos os disparates
Fazem Leis sem saber
Trabalham nos "engates"?
Mal dos outros sabem dizer
A verdade, eu, gostava
De alguém com poder
Quando  não estava
Dizia que melhor podia fazer
Faz tudo ao contrário
Não consigo compreender
Aonde andará?
 Quem faz sem prometer!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

REFORMADO

Máxima do Reformado!!!
A minha mulher perguntou-me com sarcasmo:
"Que pensas fazer hoje?"
"Nada".
Diz-me ela:
"Isso foi o que fizeste ontem!"
"Sim, mas ainda não acabei".

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

TEMPORAL!

Nas altas ondas do mar,
Pelo, forte, vento causadas
Cristas a olhar
Para terra se dirigiu
Fortemente, assoprar
Muito destruiu
Por onde ia a passar
Aos apelos acudiu
Sem diminuir de intesidade
Muito fez tremer
Sem, a  alta, velocidade
Não se pode vencer
A chuva está a chegar
Muita água vai correr
Vão as terras alagar
E os rios encher
Para as botas gaspear
Ficamos sem saber
Por onde iremos andar
Continuam portas a bater.

sábado, 20 de agosto de 2011

TELEFONEMA

                                        







Na forma de poema
Vou tentar escrever
Porque aconteceu
Este telefonema
  Como e onde se conheceram
Foi no Batalhão de Caçadores 598
    Eduardo Maria Nunes, 
  E Manuel Máximo de Jesus Toito
De viagem no Paquete Pátria
De Lisboa para Moçambique
Em Lourenço Marques desfilou
Foi num dia vinte e oito
Pelo Oceano Atlântico a nevegar
Nas águas calmas do Indico entrou
Para a cidade da Beira seguiu
No cais atracou
Onde alguns horas permaneceu
Ao fim do dia
Das amarras se desprendeu
Para o porto de Nacala
Se dirigiu
Onde chegou
1963, 1 de Novembro
Dia de Todos os Santos
Diziam que foi o primeiro barco
A   encostar áquele cais, se viu
Verdade ou não
De uma coisa tenho a certeza
Por uma tromba de água, fomas recebidos
Que a todos encharcou
Foi assim à chegada
Com a bagagem desprotegica
Toda, ela, molhada ficou
Com pouca alegria
E muita tristeza
Naquele dia
Nossa viagem continuou
De combóio até Catur
Depois de camioneta
A Vila Cabral se chegou.
Neste tema se escreveu
Muitos anos decorridos
Como foi que decorreu
Desta maneira se contou
Deste telefonema os motivos
Porque nossa viagem
Ainda, não terminou.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

INACREDITÁVEL.

Querem  tudo  acabar
Qual será o nosso futuro
Só com a pobreza continuar
Aqui em Portugal
Todos querem ser governo
Sem saberem afinal
Da crise o segredo
Do mal os causadores
Exploradores sem medo
Pela justiça protegidos 
A caminho do degredo
Da miséria furagidos
Portugueses com credo
Por não serem fingidos.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

IDEIAS!

Ideias loucas
Governos inexperientes 
Melhoras poucas 
promessas permanentes 
Esperanças tolas 
Sofrimentos constantes
Futuro desconhecido
Presente doloroso
Num Portugal querido
Que sempre foi famoso
Pelos estrangeiros preferido
Para as férias em Agosto
Do Minho ao Algarve
Pelo seu clima precioso

domingo, 14 de agosto de 2011

FUTURO

Este mundo está perdido
Governam ao contrário
Por ter a verdade escondido
Deu a vitória ao adversário
Vai haver festa no Pontal
Coelho o orador
Para defender Portugal
Castiga o povo com rigor

terça-feira, 9 de agosto de 2011

DESLOCAÇÃO

De Vila Cabral, para o Rio Lunho
O Pelotão, de Sapadores, se deslocou
Foi em Janeiro não em Junho
Depois de, Nova Coimbra, passar
A GMC, se atolou
Foi no tempo de nossa juventude
Naquele dia
Chovia sem parar
Ao trabalho se lançou
Com água até aos joelhos para, a GMC,  desatolar
O cabo do guincho se esticou
Para, numa árvore, o fixar
A seguir o motor se ligou
Para, a GMC, puxar
O veio, do lugar, se soltou
A GMC, não se mexeu do lugar
E o cabo, do guincho, rebentou
Sem mecânico para o reparar
O Alferes, a Vila Cabral, se deslocou
Para, o mecânico, consigo levar
No dia, senguinte, quando voltou
Apenas encontrou o lugar
Para o Rio Lunho tinhamos seguido
Em missão de serviço
Onde iriamos acampar
Num lugar desconhecido
Porque a juventude
Com vontade de vencer
Conseguiu, a GMC, desatolar
Depois de trabalho intenso
Toda a noite a chuva sem parar
E de uma noite sem dormir
Em  papel de cartão
Numa tábua pregado
No chão pois então
Lá  ficou  espetado
Onde se podia ler
O seguinte palavreado
Muito trabalho
Muita água
Pouco vinho
Pelo Furriel, Conde, assinado

domingo, 7 de agosto de 2011

CHATICE

Que chatice senhor Coelho!
Na toca é o seu lugar?
Porque veio meter bodelho
Para mais pobreza causar
Sua política não convence
 Sociedade vai desigualar
Quem trabalha emagrece
Para seus comparsas engordar
Com esperteza soube usar
A já conhecida palavra crise
Para o anterior derrubar
Senhor please
Sempre os mesmos vão pagar
Ficam os senhores a sorrir
E as crianças a chorar
Com a promessa de não explorar
Mas depressa se esqueceu
Cinquenta por cento vai tirar
Em nome de um acordo
Que com arte e manha
Para ficar mais gordo
Com sua política estranha

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

ILUSÃO!

Viver na ilusão
À espera de melhores dias
O Sol neste Verão
Não aquece as águas frias
Ser sincero será um lema?
De quem não fala verdade
Também escreve poema
Faz da  mentira liberdade
Aos outros transmite falso tema
Vivendo e aprendendo
Nas pessoas acredito
Falo, escrevo não ofendo
Com amizade grito
Sou sensível ao desprezo
O argamento permito
Tanto  assim, não esqueço

terça-feira, 2 de agosto de 2011

ILHA DO PESSEGUEIRO.

                              No Litoral Alentejano, situada
                                  Fica a ilha do pessegueiro
                                  Dizem que já  foi ocupada
                                      Por povo estrangeiro
                                 Cartagineses, navegadores
                               Da Peninsula Ibérica invasão
                               Pelos Romanos exploradores
                                  Época da Dinastia Filipina
                           Se projectou ancoradouro natural
                          Para evitar Corsários com intenção
                            Como porto de abrigo a usassem
                              Dos pessegueiros a imaginação
                                  Que na ilha  encontrassem

sábado, 23 de julho de 2011

RECORDAÇÃO


Acampamento, provisório,  dos militares do Batalhão de Caçadores 598. Novembro de 1964, em missão de reconhecimento de toda a zona, compreendida, desde o Cobué, passando pelo Rio Lunho, Nova Coimbra, Metangula, Maniamba, Meponda-Vila Cabral, antigo distrito do Niassa. Hoje provincia do Niassa.  A norte de Moçambique. Atenção o que estamos a ver na imagem. Fazia parte dos exercícios de defesa pessoal. Neste caso trata-se, apenas, de uma brincadeira. Nada de agrassões. Aquele que tem a catana na mão sou eu, o Eduardo.

terça-feira, 19 de julho de 2011

O LUTO.

                   CATARINA EUFÉMIA

                 Na terra ensanguentada,
               Com o sangue de Catarina
           Camponesa, tua voz  foi calada
                  Por uma bala disparada
                  De uma arma assassina
           Por causa de uma politica cega
                  Era o povo aporrinhado
     De Baleizão, para S. Bento, não  arreda
                 Porque Salazar o proibiu
       Sem saber de que lada vinha o vento
             Também o povo nunca ouviu
                 Em silêncio continuaram
                 O que Catarina começou
      Seu sangue, ficou, na terra derramado
             Quando no campo a trabalhar
                Contra a miséria que havia
                       Catarina protestou
 Pela repressão era ameaçada, Catarina sabia
         Pela sua morte, Baleizão se enlutou.

domingo, 17 de julho de 2011

LIBERDADAE

  Foi a pensar, no passado, no presente e no futuro,
                        Que escrevi este poema
                              Nasci no Alentejo
                       Próximo de Vila Morena
                        Onde o Sol mais queima
                    Sem, sua chama, fumo deitar
            Foi a canção de Grândula Vila Morena
                                De madrugada
                         Quando o povo acordou
                      Quase não queria acreditar
                       Foi a liberdade que chegou
         Veio o povo para a rua, de alegria a chorar
E Zéca Afonso se ouvia a canção da liberdade cantar.

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010