quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

UM POEMA DA "MENTE", SÓ/MENTE!

                     Há um Ministro que mente...
                       Mente de corpo e alma,
                           completa/mente.
                        E mente de modo tão
                                 Pugente
       Que a gente acha que ele mente, sincera/mente.
                               Mas mente,
                      sobretudo, impune/mente...
                            Indecente/mente.
                               E mente tão
                             habitual/mente,
         Que acha que, história afora, enquanto mente,
                    Nos vai enganar eterna/mente.

3 comentários:

  1. Julgo que até fará parte do currículo de certa gente, a mentira, só é pena que apesar de se dizer que a mentira tem a perna curta, ela seja suficientemente comprida para nos tramar, e as consequências para os mentirosos serem zero.
    Um Feliz Ano Novo
    Um abraço
    Virgílio

    ResponderEliminar
  2. Para esses mentirosos, eles utilizam essa mesma mentira como arma de arremesso.
    É revoltante presenciar a mascara que eles tentam segurar para a não deixarem caír.
    Ainda ontem isso se verificou quando confrontado o candidato Cavaco com o caso BPN.
    Notava-se que estava a mentir e a arrogância com que o fazia, fazendo lembrar os tempos mais agressivos da ditadura.

    ResponderEliminar
  3. Tenhas um bom 2011 e já agora repleto de verdade e muita saúde!

    ResponderEliminar

CANCIONEIRO DO NIASSA

IMAGENS DO NOSSO CONVÍVIO, EM 08/10/2011.

IMAGENS DO CONVÍVIO REALIZADO DIA 9 DE OUTUBRO DE 2010